Diadema, Minha Cidade, Sua região

Diadema conquista prêmio em Vigilância em Saúde na 16ª Mostra Brasil

Diadema conquista prêmio em Vigilância em Saúde na 16ª Mostra Brasil
Equipe da Secretaria de Saúde participou da premiação. Foto: Divulgação/PMD

O trabalho desenvolvido pelos serviços de saúde de Dia­dema para incentivar a rede de apoio à mulher trabalhadora que amamenta recebeu prêmio, na categoria Vigilância em Saúde, da 16ª Mostra “Brasil, Aqui tem SUS”. Nesta categoria, Diadema foi o único município do Estado de São Paulo a ter políticas públicas reconhecidas como exemplo.

A cerimônia de premiação foi realizada nesta quinta-feira (4), durante o XXXV Congresso Conasems (Conselho Nacional de Secretarias Municipais de Saúde), em Brasília, e contou com a participação do secretário municipal de Saúde, Luís Cláudio Sartori, e outros três representantes da secretaria. O município concorreu com 500 trabalhos de todo o país com o projeto “Estratégias da Vigilância à Saúde na construção da rede de apoio à mulher trabalhadora que amamenta, em Diadema”.

O estudo premiado registrou as atividades desenvolvidas durante 2018 e 2019 para incentivo, apoio, promoção e proteção à alimentação saudá­vel na infância, como elaboração de guia para implementação de salas de apoio à trabalhadora que amamenta a ser usado nas ins­peções sanitárias e da saúde do trabalhador, comunicação de 400 estabelecimentos referentes ao cumprimento das normas brasileiras de comercialização de alimentos para lactentes e primeira infância (NBCAL), checagem de vacinação infantil e presença de sala de coleta de leite.

Leite materno

Para que a mãe trabalhadora possa se preparar, fazer a melhor escolha para alimentar o bebê e retornar ao trabalho com tranquilidade, a prefeitura desenvolve uma séria de ações para que a criança receba exclusivamente o leite materno até os seis meses e como complemento até os 2 anos.

O Departamento de Vi­gilância à Saúde estimula as empresas da cidade a instalarem sala de amamentação para funcionárias que voltam da licença maternidade. Hoje, a licença no setor privado é de quatro meses e pode ser estendida até seis meses, de acordo com incentivos fiscais.

Deixe seu comentario

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*