Política-ABC, São Bernardo do Campo, Sua região

Morando sanciona reajuste dos funcionários da Faculdade de Direito

Morando sanciona reajuste dos  funcionários da Faculdade de Direito
Morando: “sancionar essa lei reforça o compromisso em valorizar a mão de obra”. Foto: Ricardo Cassin/PMSBC

O prefeito de São Bernardo, Orlando Morando (PSDB), sancionou, nesta qua­r­­ta-feira (3), lei que garante a reestruturação do plano de carreiras e o incremento de até 30% aos salários, a partir de agosto, dos funcionários da Faculdade de Direito de São Bernardo do Campo (FDSBC).

O quadro de funcionários da FDSBC – autarquia muni­cipal – aguardava um plano de carreiras direcionado à realidade da instituição, a qual, com mais de 50 anos de atividades, está entre as mais tradicionais no Estado para graduação e especialização ao âmbito jurídico, sendo uma das principais referências no ABC.

De acordo com o chefe do Executivo, tanto o incremento, que passará a valer já no próximo mês, como a reestruturação vão proporcionar me­lhorias à capacitação profissional, elevando a excelência do ensino da Facul­dade de Direito da cidade.

“Sancionar essa lei, além de motivo de alegria, reforça meu compromisso nesta gestão em priorizar e valorizar a mão de obra, o tra­balho e, consequentemente, a educação de qualidade. Agradeço ao apoio dos funcionários, alunos, ve­readores envolvidos nessa conquista voltada a um interesse comum para toda essa instituição. Esse incremento é ainda mais significante, pois estamos enfrentando essa crise econômica, mas mantendo os vencimentos em dia, atentos para geração e manutenção de negócios na nossa cidade. Todo esse processo de melhorias converge em um legado que, apenas por meio do trabalho em equipe, podemos alcançar dentro da administração pública”, des­tacou Morando.

A Faculdade de Direito de São Bernardo do Campo conta com aproximadamente de 2,2 mil alunos, em turmas regulares na graduação, além de ou­tras divididas em pós, cursos de extensão e especialização, iniciação científica, entre outros.

Deixe seu comentario

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*