Política-ABC, São Bernardo do Campo, Sua região

Vicentinho: “é uma bênção muito grande passar no exame da OAB’

Vicentinho: é uma bênção muito grande passar no exame da OAB
Vicentinho: “sou mais um advogado em defesa da dignidade humana”. Foto: Arquivo

O deputado federal Vicente Paulo da Silva, o Vicentinho (PT), comemorou nesta semana mais uma importante conquista: passou no exame da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB). Além de atuar em Brasília, Vicentinho dá aulas de direito do trabalho na Fapan, em São Bernardo.

“Me dediquei muito. Já havia prestado outras ve­zes, mas não passei na segunda fase. Nesta também tiver problema. O mínimo para passar é 6, mas quando vi meu resultado – 5.85 – notei que haviam corrigido duas questões errado. Recorri e reconheceram o erro ”, pontuou.

Vicentinho se formou em direito em 2003 pela da Uniban. Porém, à época afirmou que seus planos de exercer a profissão seriam um pouco adiados pelo que chamou de “missão político-partidária”.
“Descendente do sertão, da fome e da seca, virar professor universitário e advogado é uma felicidade e uma bênção muito grande. Hoje sou mais um advogado em defesa da dignidade humana”, afirmou Vicentinho, que é pós-graduado em Economia do Trabalho e Sindicalismo.

TRAJETÓRIA

Sempre lutando pelo direito dos trabalhadores, Vicentinho, que está em seu quinto mandato, iniciou a sua carreira sindical no ABC. Fi­liou-se ao Sindicato dos Me­talúrgicos de São Bernardo do Campo e Diadema em 1977 e, em 1981, foi eleito vice-presidente da entidade.

Participou da fundação da Central Única dos Traba­lhadores (CUT), sendo eleito presidente da primeira Regional no Brasil, a CUT ABC. Em 1987, foi eleito presidente do Sindicato dos Metalúrgicos de São Bernardo do Campo e Diadema, com 87% dos votos e reeleito em 1990 com 92% dos votos.

Em 1993, coordenou a fundação do Sindicato dos Metalúrgicos do ABC e foi eleito primeiro presidente, com 95% dos votos. Um ano depois foi eleito presidente da CUT Nacional.

É presidente-fundador do Instituto Sindical Interamericano pela Igualdade Racial (INSPIR), composto por três centrais sindicais brasileiras (CUT, Força Sindical e CGT), pela Central Norte Americana (AFL – CIO) e pela ORIT (Organização Regional Interamericana dos Trabalhadores). Em 1998, foi eleito suplente do Senador Eduardo Suplicy.

Como dirigente e líder sindical, foi um dos fundadores do PT. Foi eleito pela primeira vez deputado federal em 2002, com 254.221 votos.
Vicentinho também foi eleito em 2018 pelo Departamento Intersindical de Assessoria Parlamentar (Diap), pela 12ª vez consecutiva, um dos 100 parlamentares mais atuantes do Congresso Nacional.

Deixe seu comentario

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*