Diadema, Minha Cidade, Sua região

Prefeitura de Diadema prepara série de ações para o movimento Maio Amarelo

Prefeitura de Diadema prepara série de ações para o movimento Maio Amarelo
Alunos de 8 a 10 anos constroem a Cidade Lego com base na percepção da realidade de cada bairro. Foto: Angelica Richter especial para o DR

A Prefeitura de Diadema preparou para este ano uma das maiores campanhas já realizadas no município em alusão ao Maio Amarelo, que visa chamar a atenção da sociedade para o alto índice de mortos e feridos no trânsito. O movimento tem como tema este ano “No trânsito, o sentido é a vida”.

A administração municipal preparou ações em diversas frentes, a fim de alertar a população sobre a importância do respeito aos pedestres e ciclistas; ao uso do cinto de segurança e, aos limites de velocidade. Este ano a campanha tem como novidade atividades nos terminais de ônibus, já que o fluxo de pessoas é grande nesses locais, além de novas ações focadas nos motociclistas.

A partir do dia 13 deste mês, faixas com mensagens educativas voltadas aos motoristas destacam o respeito aos pedestres, o risco de usar o celular enquanto estiver dirigindo, a necessidade de respeitar os limites de velocidade, uso da cadeirinha para crianças, entre outros pontos que impactam na segurança no trânsito.

As ações ocorrerão nos principais corredores da cidade, onde o fluxo de carros é grande, como as avenidas Fábio Eduardo Ramos Esquivel, Presidente Kennedy, Piraporinha, Corredor ABD e São José.

Equipes da Secretaria de Transportes também vão distribuir material educativo, um porta lixo para o carro, e uma revista da Turma da Mônica destacando condutas importantes no trânsito.

CIDADE LEGO

A Prefeitura de Diadema implementou nos últimos anos um sistema de educação para o trânsito com ações continuadas e integradas focadas nas crianças, por meio do Programa Cidade na Escola, a fim de que esses alunos se tornem multiplicadores dessas informações junto aos familiares.

Os conceitos de segurança no trânsito são discutidos de forma lúdica, com atividades que passam por peças de teatro, debates em sala de aula com os professores à montagem de uma cidade com peças Lego.
Edna de Castro, responsável pela implementação das ações de educação no trânsito nas escolas, destacou que em um primeiro momento as atividades foram destinadas a alunos entre 4 e 5 anos. “A ideia é começar a discutir com a criança nessa faixa etária o trânsito. Levamos para as escolas um tapete temático. As crianças constroem os blocos e montam a cidade. Com base nisso, os monitores começam a chamar a atenção das crianças para os conceitos básicos do trânsito, de forma mais superficial”, destacou.

Em uma segunda etapa, com alunos de 8 a 10 anos é trabalhada a construção da Cidade Lego, em que são discutidos conceitos como travessia segura, o papel da criança como passageiro, respeito às vagas de idosos, deficientes e ciclistas. “Toda vez é um projeto diferente. As crianças trazem para a sala de aula a realidade que vive. Por exemplo, nas áreas mais centrais há congestionamentos, diferente das regiões mais periféricas, em que se apresentam questões como ausência de pontos de ônibus ou um caminhão que atrapalha a circulação. Nessa faixa etária as crianças já conseguem criar um recorte de cidade, depois juntar e fazer com que tudo flua. Então, as ações são desenvolvidas com base nas especificidades de cada bairro”, pontuou.

MAIO AMARELO

O Movimento Maio Amarelo tem como objetivo chamar a atenção da sociedade para o alto índice de mortes e feridos no trânsito em todo o mundo, além de engajar poder público, sociedade, empresas e associações para debater a segurança no trânsito e, como consequência, a valorização da vida.

Deixe seu comentario

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*