Minha Cidade, Regional, Sua região

Doria confirma mudança no formato do metrô do ABC

Doria: “teremos outro formato que não vai exigir R$ 600 milhões de pagamento para indenizações por desapropriações”. Foto: Divulgação/Governo do Estado

O governador João Doria (PSDB) confirmou, em coletiva de imprensa durante inauguração da Linha 5-Lilás do Metrô, nesta segunda-feira (8), que haverá mudança de formato na Linha-18 Bronze. Em março, Doria já havia sinalizado com a possibilidade de alteração no projeto, que prevê a ligação de São Paulo, Santo André, São Bernardo e São Caetano por meio de monotrilho, devido à falta de recursos para as desapropriações.

Segundo Doria, houve um erro do governo anterior na elaboração do projeto. “Houve um erro, ao nosso ver, do governo que nos antecedeu. Porém, entre ficar apenas culpando o passado, vamos tratar de encontrar soluções para o presente e o futuro. Teremos outro formato que não vai exigir R$ 600 milhões de pagamento para indenizações por desapropriações, até porque isso é inviável. Não temos R$ 600 milhões no orçamento para essa finalidade. Então, esse planejamento que o secretário (de Transportes Metropolitanos, Alexandre Baldy) tem conduzido será apresentado em breve, para que a nova solução a ser apresentada seja conclusiva, e não uma opção inviável e que gere ape­nas expectativas e não fatos reais e concretos”, destacou.

O secretário reafirmou que o decreto de utilidade pública para desapropriação visando ao início das obras expirou em novembro e, com isso, o governo do Estado não pode permitir o início imediato das obras.
“A realidade da Linha-18 é também a falta de planejamento em todos os passos necessários. altam recursos que não foram empenhados ao Orçamento de mais de R$ 600 milhões somente para a desapropriação e também por parte do governo para as obras. Faltou planejamento. Faltou ação e, é claro, que agora responderemos com estudos necessários para que possamos fazer o melhor transporte para a população”, ressaltou Baldy.

ESTUDOS

Em março, João Doria anunciou que foi formado um grupo de estudos, coordenado pelo secretário dos Transportes Metropolitanos, para tratar do assunto, para analisar o melhor modal para o ABC, levando em conta menor tempo possível para implementação, oferecendo funcionalidade, eficiência, velocidade, capacidade de transporte, segurança e conforto. A expectativa é que definição do novo formato seja apresentada em no máximo 90 dias.

Um comentario

  1. Que mal pergunte? Eles estão tentando descobrir a roda? Se não for monotrilho suspenso, teria que ser trilho no chão, sendo então trem. Ou seria trilho subterrâneo, leia-se “metro”). Que segunda versão de roda o Dória quer inventar?

Deixe seu comentario

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*