Últimas Notícias

Idosos do ABC listam sua demandas em Conferência Regional

Cientes das dificuldades enfrentadas atualmente e do que ainda podem encarar no futuro, os idosos do  ABC se reuniram e listaram, pela primeira vez, suas demandas e necessidades. O trabalho foi realizado pela 1ª Conferência Regional dos Direitos da Pessoa Idosa do ABC, promovido pelo Consórcio Intermunicipal, por meio do Grupo Temático Pessoa Idosa, e pelos Conselhos Municipais do Idoso.

O evento, realizado nesta quinta e sexta-feira (21 e 22), reuniu cerca de 100 pessoas no Centro Universitário Anhanguera, em Santo André, para discutir e avaliar políticas públicas em benefício dos direitos fundamentais dos idosos.

Nesta sexta foi formatado e aprovado um documento com as demandas consideradas prioritárias pela população com mais de 60 anos da região, com sugestões de todas as cidades consorciadas. Também foram eleitos os delegados municipais que representarão as cidades do ABC na Conferência Estadual da Pessoa Idosa, que deve ser realizada até 15 de agosto – foram escolhidos integrantes das administrações públicas e representantes da sociedade civil.

Entre as propostas apresentadas pelos idosos da região, estão a ampliação dos Centros de Referência do Idosos, de locais e atividades físicas, de lazer e esporte para pessoas idosas com acompanhamento de profissionais capacitados, de vagas gratuitas de estacionamento para pessoa idosa nas vias públicas, de programas que contribuam com a reinserção do idoso no mercado de trabalho, entre outros pedidos.

Na área da Saúde, um dos principais pleitos é a descentralização da distribuição de medicamentos de alto custo, que hoje é entregue somente no Hospital Estadual Mario Covas, em Santo André. A proposta é uma demanda antiga do Consórcio e já foi encaminhada ao Governo do Estado para que esse tipo de remédio seja entregue também nas unidades do Poupatempo existentes no ABC, mas o programa ainda depende de aprovação e implementação estadual.

No transporte, os idosos da região pedem a extinção do cartão com biometria para acesso aos ônibus, qualificação dos motoristas para melhor atendimento da população com mais de 60 anos e melhoria na acessibilidade dos veículos, entre outros temas.

“Essa conferência foi um evento inédito e marcante para o Grande ABC. Teve a participação da população, com propostas que serão levadas para a Conferência Estadual da Pessoa Idosa, onde haverá uma discussão em âmbito ainda maior”, comentou coordenadora do Grupo Temático Pessoa Idosa, Solange Aparecida Zilli.

 

Deixe seu comentario

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*