Últimas Notícias

Prefeitura de Diadema distribui cestas de alimentos para 33 famílias afetadas pelas chuvas

A Prefeitura de Diadema entregou cestas de alimentos para as 33 famílias afetadas pelas chuvas que caíram no último domingo (10) na cidade. Os atendidos são moradores de dois conjuntos habitacionais, Mazzaferro 1 (14 famílias) e Mazzaferro 2 (19 famílias), que tiveram suas casas invadidas pelas águas e que acabaram tendo perdas materiais. 

As cestas vieram do Banco Municipal de Alimento e de doações do Trote Solidário, realizado por alunos da Fundação Florestan Fernandes no último sábado (9/3), e da OAB Diadema. Composta por dez itens – arroz, feijão, óleo, sal, farinha de trigo, macarrão, leite, açúcar, barras de cereais e molho de tomate – cada família recebeu cerca de 25 quilos de comestíveis. No total, 825 quilos de produtos foram distribuídos.

“A cesta vai ajudar muito. Moro com mais sete pessoas e, com a água que invadiu a minha casa, eu perdi comida, eletrodomésticos e móveis. Agora, vou esperar receber para fazer a compra do mês”, conta a moradora do Conjunto Habitacional Mazzaferro 1, Lúcia Helena da Silva, que é deficiente auditiva e vive do salário mínimo que recebe do Benefício Assistencial de Prestação Continuada, dinheiro oriundo do governo federal.  

As águas das chuvas invadiram os apartamentos que ficam no térreo dos três conjuntos habitacionais. Quem também sofreu com elas foi a aposentada Adalgisa Rodrigues de Oliveira, moradora Mazzaferro 1, e que afirmou que os alimentos vieram em boa hora. “Eu perdi quase tudo dentro de casa. Como só moramos eu e minha filha, essa cesta vai nos garantir comida por pelo menos uns 15 dias”, disse. Além de alimentos, os moradores dos conjuntos habitacionais receberam, ainda, colchões e cobertores cedidos pela Secretaria de Habitação e Desenvolvimento Urbano.  

As chuvas do último domingo em Diadema atingiram 250 famílias, sendo que 120 delas tiveram consequências mais graves no que diz respeito a perda de bens materiais. Entretanto, nenhuma família ficou desabrigada, ou foi encaminhada para abrigo e para auxílio aluguel. 

Deixe seu comentario

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*