Economia, Notícias

Dura aceita proposta do sindicato e anuncia permanência em Rio Grande

Dura aceita proposta do sindicato e anuncia permanência em Rio Grande
Trabalhadores comemoram permanência da empresa e manutenção de 300 empregos. Foto: Adonis Guerra/SMABC

A Dura Automotive continuará a atuar em Rio Grande da Serra. A fabricante de autopeças recuou da decisão, anunciada em janeiro, de fechar a unidade localizada na cidade. Os metalúrgicos foram comunicados da decisão durante assembleia realizada na tarde desta terça-feira (12).

O presidente do sindicato dos Metalúrgicos do ABC, Wagner Santana, o Wagnão, leu para os trabalhadores carta do gerente global da empresa, Tyrone Jordan, que confirma a decisão de permanecer na região.

A reversão foi fruto da negociação com o sindicato – que, desde janeiro, tem conversado com a direção da empresa, com o prefeito Gabriel Maranhão (sem partido) e com clientes da metalúrgica, como Volkswagen, General Motors, Fiat e Ford.

A proposta negociada pelo sindicato e aprovada previamente pelos trabalhadores, em assembleia realizada no dia 26 de janeiro, prevê um plano de recuperação da fábrica. O acordo incluiu reajuste no desconto do plano de Saúde, revisão do valor da Participação nos Lucros e Resultados (PLR) e do índice de reposição da inflação na data-base.

O coordenador da regional de Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra do sindicato, Marcos Paulo Lourenço, o Marquinhos, agradeceu o poder público, que se colocou à disposição para ajudar e trouxe potenciais clientes para a mesa de negociação. O prefeito Gabriel Maranhão participou da assembleia.

“Nossa negociação só foi vitoriosa porque conseguimos agir juntos: sindicato, prefeitura e trabalhadores. Vocês, companheiros, foram fundamentais, vocês respaldaram a gente. Só conseguimos reverter a decisão com apoio de vocês”, destacou Marquinhos.

O presidente do sindicato comemorou a decisão, que vai preservar cerca de 300 postos de trabalho e evitar impacto negativo na economia do município e da região. “A luta que fizemos aqui foi extraordinária. Reverter esse fechamento, num momento de crise, não foi fácil. Parabéns aos trabalhadores pela luta.”

 

Deixe seu comentario

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*