Economia, Notícias

Trabalhadores da Ford fazem passeata para tentar reverter fechamento

Doria diz ter recebido consultas de 3 empresas para compra da fábrica da Ford
Funcionários da Ford realizaram assembleia na porta da fábrica e, depois, saíram em caminhada pelas ruas do município. Foto: Adonis Guerra/SMABC

Os trabalhadores da fábrica da Ford em São Bernardo decidiram, em assembleia realizada na manhã desta terça-feira (26), manter a greve por tempo indeterminado iniciada há uma semana, depois que a empresa anunciou o fechamento da planta do ABC e o encerramento da produção de caminhões na América do Sul.

Em seguida à assembleia, os funcionários seguiram – debaixo de chuva – em passeata até o Paço de São Bernardo. Segundo o Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, dois mil trabalhadores participaram do manifesto.

O presidente do sindicato, Wagner Santana, o Wagnão, afirmou durante a assembleia que conseguiu marcar para o dia 7 de março reunião com a matriz da empresa em Detroit, nos Estados Unidos, quando tentará convencer a montadora a desistir do fechamento da planta, que emprega 2,8 mil trabalhadores.

A entidade também defendeu o boicote aos produtos da marca enquanto a Ford não recuar da decisão. “Queremos a solidariedade dos brasileiros. Até o dia 7 de março, quando será realizada a reunião na matriz da empresa nos EUA, faremos uma campanha para que ninguém compre produtos da Ford. Essa é a linguagem que eles entendem, para forçar a reversão dessa decisão e garantir os empregos da unidade”, disse Wagnão.

Com 52 anos de operação, a unidade de São Bernardo produz os caminhões Cargo e Série F e o hatch New Fiesta, e opera com menos de 20% de sua capacidade produtiva. A empresa decidiu abandonar o mercado de caminhões, que a Ford só produz no Brasil, e retirar de linha o New Fiesta, lançado em 2013.

A empresa vai concentrar a produção na fábrica de Camaçari (BA), onde produz o hatch Ka e o SUV EcoSport, os mais vendidos da marca. A Ford também tem fábrica de motores em Taubaté, no Vale do Paraíba, e centro de distribuição em Barueri, na Grande São Paulo.

Deixe seu comentario

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*