Economia, Notícias

Bolsonaro e Paulo Guedes devem discutir reforma da Previdência hoje

Bolsonaro e Paulo Guedes devem discutir reforma da Previdência hoje
Bolsonaro resiste à proposta de idade mínima de 65 anos para homens e mulheres. Foto: Wilson Dias/ABr

Um dia após receber alta do hospital Albert Einstein, em São Paulo, o presidente Jair Bolsonaro (PSL) vai receber, hoje (14), o ministro da Economia, Paulo Guedes, para uma reunião no Palácio da Alvorada, em Brasília. A agenda não traz a pauta do encontro, mas há grande expectativa de que Bolsonaro e Guedes co­mecem a fechar o projeto de reforma da Previdência que será enviada ao Congresso. Ontem, o secretário especial de Previdência e Trabalho, Rogério Marinho, afirmou que a equipe econômica já concluiu o texto-base para apresentar ao presidente.

Na ocasião, Marinho disse ainda que o texto seria apresentado a Bolsonaro “imedia­tamente” após a alta do presidente. O secretário evitou citar os ajustes feitos na mi­nuta revelada na semana passada pelo Estadão. Parlamentares que têm conversado com Guedes sobre a reforma foram informados por ele de que o presidente se comprometeu a dar uma resposta ao texto final em no máximo dois dias.

Um dos impasses diz respeito à idade mínima de aposentadoria. A minuta trazia a proposta de idade mínima unificada de 65 anos para homens e mulheres, mas o presidente tinha resistência a esse item. A equipe econômica, porém, vai tentar convencê-lo a partir de dados que mostram que a diferença salarial entre os mais jovens (que serão atingidos pela idade mínima) é menor do que em outras faixas etárias.

Como mostrou o Estadão, Guedes ainda busca uma forma de atender a vontade do presidente de exigir as idades de 57 anos e 62 anos para mulheres e homens, respectivamente, se aposentarem em 2022. Uma das propostas é usar essas idades como referência no último ano do mandato do presidente no desenho da regra de transição.

A intenção é partir de ida­des mínimas iniciais de 55 anos para mulheres e 60 anos para homens na promulgação da reforma da Previdência.

FORÇA SINDICAL

Ontem, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), recebeu Paulo Guedes, Ro­gé­rio Marinho, e integrantes da Força Sindical para um café da manhã na residência oficial da presidência da Casa. O compromisso não constava da agen­da oficial, mas foi confirmado pela assessoria de Maia.

O presidente da Força Sindical, Miguel Torres, disse que o assunto do encontro foi a reforma da Previdência e que Guedes não deu detalhes da proposta. Citou apenas que o regime de capitalização (segundo o qual os trabalhadores contribuem para uma conta individual) valerá para quem ingressa no mercado de trabalho após a reforma.

O ministro foi informado de que as centrais sindicais preparam mobilização contra a reforma para o dia 20.

 

Deixe seu comentario

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*