Política-ABC, Regional, Sua região

Presidentes das Câmaras de São Bernardo e São Caetano se unem contra o assédio sexual no transporte público

Presidentes das Câmaras de São Bernardo e São Caetano se unem contra o assédio sexual no transporte público
Ramos e Mielo são autores de projetos de lei que visam combater o assédio sexual no transporte público. Foto: Divulgação

Os presidentes das Câmaras de São Bernardo  e São Caetano, vereadores Ramon Ramos (PDT) e Pio Mielo (MDB), respectivamente, se uniram contra o assédio sexual no transporte público. Ambos são autores dos projetos que visam combater o assédio sexual no transporte público, em seus respectivos municípios, e juntos prometem estimular o apoio às vítimas e a denúncia dos abusadores.

O projeto de lei de autoria de Ramon Ramos foi apresentado em agosto de 2017 e obriga a criação da campanha permanente contra o assédio sexual no transporte público, além de conter ações afirmativas, educativas e preventivas. A propositura gerou a “Lei Tamires”, sancionada pelo prefeito de São Bernardo, Orlando Morando (PSDB), em respeito à uma mulher que denunciou assédio dentro de um ônibus da cidade contra um homem que filmou suas pernas com o celular. A lei também permite o município multar a prática do assédio sexual na rede de transporte coletivo e demais locais públicos do município.

Já a propositura de Pio Mielo foi protocolada em julho de 2018, após o episódio de uma mulher que viajava no trem da CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos) sofrer assédio sexual entre as estações de São Caetano e Tamanduateí. A proposta visa lançar campanhas educativas, além da criação de uma ouvidoria do transporte para receber denúncias e encaminhá-las às autoridades policiais. As empresas concessionárias deverão fixar adesivos em locais visíveis nos terminais e no interior dos veículos com orientações sobre as medidas a serem adotadas pelas vítimas, além de utilizar um sistema de monitoramento e sistema via satélite para identificar os assediadores.

A parceria entre Ramon Ramos e Pio Mielo foi selada logo após o registro de mais um caso de “importunação sexual”. Desta vez, o crime aconteceu na madrugada da última quarta-feira (6), por volta da 0h45, quando uma promotora foi assediada enquanto retornava para a casa em um ônibus que liga São Caetano ao município de São Bernardo.

Deixe seu comentario

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*