Diadema, Política-ABC, Sua região

Secretária de Habitação garante que Plano Diretor de Diadema será discutido com a população, diz coordenador do MTST

Movimentos de moradia que realizaram manifestação em frente à Secretaria de Habitação caminharam até a Câmara para acompanhar a sessão. Foto: Angelica Richter especial para o Diário Regional

A secretária de Habitação de Diadema, Regina Gonçalves, recebeu nesta quinta-feira (7) grupo de representantes do Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST) e de outros movimentos de moradia para debater trecho do projeto de revisão do Plano Diretor enviado à Câmara no final de 2018, o qual prevê a redução de 100 mil metros quadrados nas Áreas Especiais de Interesse Social (AEISs).

Anderson Dalécio, coordenador do MTST na região, disse que a secretária garantiu que o Plano Diretor não será votado na Casa antes de ser discutido com a população e que abrirá agenda para atender cada movimento de moradia individualmente.

“O diálogo foi muito bom, objetivo e produtivo. A secretaria garantiu que o Plano Diretor não será aprovado na Câmara sem diálogo com a população. Essa é a primeira vitória do povo de Diadema”, afirmou Dalécio. Após a reunião com Regina Gonçalves, o representante do MTST se dirigiu à Câmara com grupo de mais de cem pessoas que realizou manifestação em frente à sede da Secretaria de Habitação.

O protesto desta quinta-feira foi marcado após reunião agendada na última sessão de 2018 e realizada na última segunda-feira. “No final do ano passado viemos à Câmara porque chegou a informação de que o Plano Diretor passaria pela Casa sem discussão com a população, sem diálogo com os movimentos, não só os de moradia, mas de todos os segmentos da cidade”, disse Dalécio.

“Viemos aqui, fizemos nossa manifestação e o líder de governo, Célio Boi (PSB), abriu diálogo, marcou conversa com os movimentos de moradia para o dia 4 de fevereiro. Chegamos aqui na segunda-feira, mas, infelizmente, por problema burocrático, o governo não participou. Dessa reunião que tivemos aqui tiramos (a deliberação de) que hoje (quinta-feira) faríamos o ato em frente à Secretaria de Habitação”, prosseguiu.

Segundo Dalécio, Regina Gonçalves informou durante o encontro que a prefeitura abriu licitação para contratação de empresa visando à realização de estudo e revisão do Plano Diretor vigente. A Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe), ligada à USP (Universidade de São Paulo), foi a vencedora. “Segundo a secretária, ao término do estudo terão início as plenárias, que vão dialogar com todos os segmentos de Diadema, para depois o plano voltar à Câmara, favorecendo tanto o povo quanto o governo. Agora, é aguardar para ver se vão cumprir”, pontuou.

O vereador Ronaldo Lacerda (PT), que participou da reunião com a secretária juntamente com os movimentos de moradia, destacou que é necessário manter o diálogo aberto, ao lembrar que o Plano Diretor foi enviado para votação no Legislativo sem ser debatido com a população. “Precisamos, sim, dar crédito ao governo. Porém, precisamos continuar vigilantes. Queremos o diálogo”, afirmou.

Procurada, a Secretaria de Habitação e Desenvolvimento Urbano informou, por meio de sua assessoria de imprensa, que “a reunião realizada nesta quinta-feira (7) com vereadores e representantes de movimentos de moradias na cidade foi bem produtiva e teve como objetivo discutir as propostas do Plano Diretor. Todas as pessoas presentes entenderam as propostas e puderam sanar suas dúvidas. O Plano Diretor será discutido ao longo deste ano. A Câmara Municipal de Diadema não comunicou a Secretaria de Habitação sobre o agendamento de uma reunião na última segunda-feira, por isso, não tinha como a secretária participar. Vale ressaltar que o Plano Diretor define as diretrizes para diversas áreas, como Desenvolvimento Econômico, não só para Habitação”.

Deixe seu comentario

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*