Esportes, Paulistão

Hernanes é esperado no treino desta quarta-feira no São Paulo

Depois de largar com duas vitórias convincentes no Campeonato Paulista, o São Paulo saiu abalado da derrota por 2 a 0 para o Santos, no último domingo, no Pacaembu. Para retomar o bom momento, o Tricolor conta com uma importante arma: Hernanes deve ficar novamente à disposição de André Jardine nesta semana.

A comissão técnica cuida da situação do Profeta com extrema cautela. Após jogar 90 minutos na Florida Cup – um tempo de cada partida – e um jogo-treino contra o São Caetano na semana passada, Hernanes apresentou desgaste acima do normal, não estreou no Paulistão e passou a fazer trabalhos na academia para recuperar a melhor forma. Foram dois meses parado no final de 2018, no futebol chinês.

Na segunda-feira, o meia mais uma vez não foi a campo em jogo-treino contra o Nacional, assim como no treino de ontem no CCT da Barra Funda. A expectativa é de que volte a aparecer nesta quarta-feira (30) no gramado. É isso que vai definir em qual jogo o ídolo tricolor retornará.

A programação da comissão técnica, na versão mais otimista, prevê participação do meio-campista em parte de um tempo contra o Guarani, amanhã, e em pelo menos um tempo inteiro contra o São Bento, no domingo. No segundo confronto, há mais possibilidades de retorno. A quantidade de minutos em cada duelo dependerá da evolução dos treinos do Profeta.

A volta de Hernanes vem em momento importante. O clássico com o Santos ficou marcado por desempenho técnico ruim e também por certa passividade da equipe. A presença de um jogador como o meia, respeitado pelo grupo e que aproxima o torcedor do time, é vista como um bom remédio para recuperar a equipe.

Além de Hernanes, Brenner (com uma lesão na coxa esquerda) e William Farias (dores na panturrilha) não participaram da atividade desta terça-feira no CCT. Antes do treino com o restante do elenco, André Jardine teve uma reunião com os jogadores. No campo, fez um trabalho tático, exigindo jogadas pela linha de fundo. Os laterais e os pontas iam até a linha de fundo e cruzavam para os centroavantes na grande área.

 

Deixe seu comentario

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*