Brasil, Editorias, Notícias

Número de mortos em Brumadinho sobe para 40

Número de mortos em Brumadinho sobe para 40
Bolsonaro sobrevoou a área atingida pelo rompimento da barragem. Foto: Isac Nóbrega/PR

Subiu para 40 o número de mortos por causa do rompimento da barragem da Vale em Brumadinho, ocorrida na sexta-feira (25), segundo o Governo de Minas Gerais. Oito deles já foram identificados.

Até o momento, 366 pessoas foram resgatadas, sendo 221 funcionários da Vale e 145 terceirizados. Há 23 pessoas hospitalizadas.

O trabalho de monitoramento da barragem 6 continua. As atividades de resgate foram suspensas às 20h e serão retomadas às 4h deste domingo (27).

Segundo informações do governo mineiro, o Corpo de Bombeiros mantém 205 homens no local, dos quais 175 são especializados no trabalho de resgate de vítimas de soterramento.

“Aqueles que não são especializados estão trabalhando à margem, fazendo a busca da margem, e vão ficar durante a luz do sol. Encerrou a luz do sol, os bombeiros especializados continuam trabalhando durante toda a noite. Vão fazendo um revezamento ali de descanso, mas não para as buscas durante a noite”, afirmou o coronel do Corpo de Bombeiros Anderson de Almeida. Os não especializados devem voltar às 5h.

Estão ajudando nas buscas equipes de Juiz de Fora, Uberaba e Rio de Janeiro, além da Força Nacional. “São pessoas especialistas em alagamentos, rompimento de barragem, buscas em soterramentos”, declarou Almeida, porque “é um local instável, que corre risco ainda de rompimento e que oferece perigo para as pessoas que estão transitando”.

O coronel afirmou também que, das 3 horas em que choveu na tarde de sábado na região, os bombeiros tiveram de suspender as buscas durante 50 minutos. Segundo ele, não houve até agora notificações de desaparecidos que não fossem funcionários da Vale. Por isso, trabalham com a lista da empresa.

A Vale será multada em R$ 99 milhões pela responsabilidade nos danos causados pelo rompimento da barragem, informou também o governo do estado. Segundo o secretário de Meio Ambiente, Germano Vieira, a empresa deverá ser notificada até segunda-feira e, a partir de então, terá 20 dias para recorrer.

O presidente Jair Bolsonaro (PSL) esteve na manhã deste sábado (26) em Minas e sobrevoou a região de Brumadinho (MG) . Em Belo Horizonte, teve uma reunião com ministros e com o governador mineiro, Romeu Zema. Bolsonaro afirmou que o governo federal disponibilizou recursos financeiros, humanos e tecnológicos ao estado.

Apesar de a nota falar em recursos financeiros, a assessoria de imprensa não soube informar qual foi a ajuda oferecida ao estado.

Sem dar detalhes, Bolsonaro disse que Israel vai oferecer tecnologia para auxílio das buscas em Minas. O presidente conversou por telefone com o primeiro-ministro israelense, Binyamin Netanyahu.

 

Deixe seu comentario

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*