Uncategorized

Diadema reduz casos de hanseníase, mas população demora a procurar ajuda

As ações de combate, diagnóstico e tratamento da hanseníase realizadas em Diadema contribuíram para reduzir os casos da doença de 14 ocorrências, em 2011, para quatro casos no ano passado. Os dados preliminares são da Coordenadoria de Vigilância à Saúde da cidade. Embora os números demons­trem cenário positivo, o diagnóstico tardio pode levar a incapacidades e deformidades físicas.

Lesões na pele como manchas, placas ou nódulos com comprometimento da sensibi­lidade são os principais sintomas. Entretanto, essas lesões podem ser confundidas pelo doente como manchas de sol ou micose e dificultar a ida do doente ao médico para diagnosticar e tratar a hanseníase.

“É importante que aos primeiros sinais ou suspeita da doença, o morador procure um serviço de saúde para avaliação o mais rápido possível. O diagnóstico precoce aumenta as chances de cura, além de impedir que a doença continue a ser transmitida”, ressaltou a coordenadora do Departamento de Vigilância à Saúde, Candida Rosa Alves.

 TRATAMENTO

Quando a suspeita é confirmada pela equipe da UBS, o paciente é encaminhado ao Centro de Referência em Hanseníase, no Quarteirão da Saúde, para diagnóstico e tratamento. O serviço é vinculado ao maior Centro de Referência sobre a doença no país: o Instituto Lauro de Souza Lima, em Bauru/SP. O acompanhamento é multiprofissional realizado por dermatologista, oftalmologista, ortopedista, neurocirurgião, psicoterapeuta e farmacêuticos.

O tempo de tratamento, que é gratuito, pode variar de seis a 18 meses. Todas as pessoas que convivem com um doente de hanseníase devem passar por avaliação médica, pois têm maior risco de contrair a doença.

A transmissão da doença é interrompida a partir do momento que o indivíduo inicia a medicação. As taxas de cura chegam a 70%, entretanto, quando o paciente abandona o tratamento a doença volta.

Deixe seu comentario

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*