Esportes, Futebol

Ídolo nos anos 2000, Cesar reencontra o Azulão

Ídolo nos anos 2000, Cesar reencontra o Azulão
Cesar comemora um de seus 24 gols com a camisa do Azulão. Foto: Fabricio Cortinove/São Caetano

O treino de ontem (7) do São Caetano contou com uma presença ilustre: o ex-jogador Cesar, lateral esquer­do que brilhou no São Caetano no início dos anos 2000 e hoje vive na Itália, onde teve grande destaque por Lazio e Internazionale.

Com atuações memorá­veis na lateral esquerda do Azulão, o ídolo era uma das referências do elenco di­rigido por Jair Picerni que encantou o Brasil. Rápido, habilidoso e goleador, o ala também foi um dos primeiros convocados para a Seleção Brasileira atuando pelo time de São Caetano.

Cesar foi recebido pelo atual elenco do São Caetano e trocou algumas palavras com o técnico Pintado.

“Significa muito essa vi­sita. Existe muita gratidão, reconhecimento e respeito recíproco pelo São Caetano, pois construímos uma história juntos. É uma satisfação enorme poder ter essa oportunidade de acompanhar o treino, conhecer o professor Pintado e observar essa rapaziada nova que se prepara para uma competição importante, como é o Campeonato Paulista”, afirmou.

Décimo golea­dor do Azu­lão, com 24 gols marcados, Cesar recordou como foi o início da trajetória no clube do ABC e o crescimento profissional obtido nos tempos de Anacleto Campanella.

“A oportunidade (de jogar pelo São Caetano) surgiu no final de 1996, com sacrifício e, depois, crescimento. Conquistar o título da Série A2 (do Campeonato Paulista, em 2000) e participar da Copa João Havelange, disputando a final contra o Vasco, me proporcionou grande vitri­ne. Fui vendido à Lazio e, depois, passei por Internazionale, Bologna”, recordou.

“Estar em um clube com ambiente fami­liar, que faz você se sentir em casa, foi fundamental para meu cres­cimento. Representei o São Caetano pelo mundo e, por isso, a gratidão é enorme”, prosseguiu o ex-jogador.
Longe dos gramados co­mo jogador, Cesar ainda mantém relação com o futebol. Com trabalhos realizados nas cate­gorias de base da Lazio, o ídolo do Azulão tem participado de cursos com o intuito de se aprimorar na gestão espor­tiva.

Mais experiente, goleiro Matheus volta
ao São Bernardo para a disputa da Série A2

Uma das “caras novas” no grupo do São Bernardo que se prepara para a disputa da Série A2 do Campeonato Paulista em 2019 é o goleiro Matheus Polentine, 23 anos. O atleta esteve emprestado ao São José para a disputa da segunda divisão estadual após ter feito parte do elenco do Tigre que quase conquistou o acesso no primeiro semestre.

Este foi o segundo empréstimo do goleiro, que já havia sido emprestado em 2017 pa­ra o Ipatinga-MG, pelo qual foi campeão da 2ª divisão do Campeonato Mineiro.

“Com certeza foi uma experiência muito boa. Quem jogou a ‘bezinha’ do Paulista sabe das dificuldades que encontramos. Isso é muito bom, pois fortalece o jogador. Fiz grandes amizades por lá e senti que amadureci

bastante”, avaliou.
“Volto com experiência pelo São José, que me ajudou muito porque precisava jogar, e acredito que posso disputar uma vaga, mas é claro que temos o Daniel, que é identificado com o clube”, disse.

Deixe seu comentario

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*