Esportes, Futebol

Modric desbanca Messi e CR7 e conquista Bola de Ouro

Modric desbanca Messi e CR7 e conquista Bola de Ouro
Modric encerrou hegemonia de dez anos da dupla Messi/CR7. Foto: Reprodução/France-Football

O croata Luka Modric conquistou ontem (3) o prêmio Bola de Ouro, da revista francesa France Football. O jogador do Real Madrid coroa um 2018 praticamente perfeito com mais um troféu, este dado pela tradicional publicação ao me­lhor jogador do mundo no ano.

Modric já havia sido eleito o melhor jogador do mundo da temporada 2017/2018 pela Fifa, além de ganhar o prêmio de melhor da Europa neste mesmo período, em votação realizada pela Uefa. O meia também foi o melhor jogador da Copa da Rússia, após levar a Croácia ao vice-campeonato.

Os prêmios foram consequência da temporada bri­lhan­te de Modric. Ao lado de Cristiano Ronaldo e Gareth Bale, entre outros, liderou o Real Madrid a mais um título da Liga dos Campeões, batendo o Liverpool na decisão. Não bastasse a nova conquista continental, conduziu uma surpreendente Croácia na campanha histórica na Rússia, que só parou na derrota para a França na decisão.

Graças à incrível temporada, Modric acabou com a hegemonia de Cristiano Ronaldo e Lionel Messi, que há dez anos dividiam o prêmio da France Football. De 2008 para cá, o português e o argentino haviam conquistado o troféu cinco vezes cada, com cinco vices de Messi e quatro de Ronaldo.

O português, aliás, somou seu quinto vice ontem, afinal, ficou atrás apenas de Modric na eleição, após ser o destaque do Real Madrid em mais um título europeu, mas fazer Copa do Mundo abaixo do esperado, levando Portugal somente às oitavas de final do torneio.

Dois campeões mundiais, aliás, apareceram na terceira e na quarta colocações da votação. Em terceiro, ficou o atacante Antoine Griezmann, do Atlético de Madrid, um dos destaques da França na Copa ao lado de Kylian Mbappé, do PSG, que ficou em quarto.

Só então apareceu Lionel Messi. Longe de suas melhores exibições pelo Barcelona neste ano e depois de decepcionar com a Argentina na Copa, o argentino ficou fora da rela­ção dos três primeiros pela primeira vez desde 2006, quando, com apenas 19 anos, apareceu em 20º.

O primeiro brasileiro a aparecer na lista foi Neymar, apenas em 12º, após um ano em que sofreu com lesões e não jogou o que dele se esperava na campanha do Brasil que terminou nas quartas de final da Copa da Rússia. Roberto Firmino, do Liverpool, foi o 19º, enquanto Marcelo, do Real Madrid, foi o 22º.

Deixe seu comentario

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*