Uncategorized

Hip Hop como incentivo à educação do Matéria Rima é finalista do Prêmio Itaú-Unicef pela segunda vez

O trabalho do Instituto e Educacional Matéria Rima em parceria com escolas públicas de Diadema, por meio do programa Cidade na Escola,  é finalista pela segunda vez do Prêmio Itaú-Unicef 2018, na categoria 2 (Parceria em Ação). Os vencedores serão anunciados  hoje (27),, em cerimônia no Auditório do Ibirapuera.

Entre mais de 3,5 mil projetos inscritos, a parceria entre o Instituto e Educacional Matéria Rima e a Escola Municipal Deputado Freitas Nobre, na Vila Lídia, em Diadema, é uma das 10 finalistas do na categoria 2 (Parceria em Ação). “Ser finalista nacional pela segunda vez de um prêmio tão importante para a educação integral de crianças e jovens, além de ser um prêmio que valoriza e fortalece as parcerias, nos enche de orgulho e esperança. E mostra que estamos construindo um caminho sólido e inspirador para outras partes do país. Esse trabalho é fruto da soma de esforços de pessoas verdadeiramente comprometidas e apaixonadas pela educação integral de crianças e jovens”, afirma MC Joul, fundador do Matéria Rima.

Na escola Deputado Freitas Nobre, 64 alunos dos 4º e 5º anos do ensino fundamental participam, uma vez por semana, das oficinas durante duas horas. Como o projeto conta com mais de uma linguagem artística, as oficinas são articuladas e acontecem simultaneamente, permitindo que as crianças tenham no mesmo dia diferentes atividades.

Parceria de sucesso

Em 2015, o Matéria Rima foi vencedor nacional do Prêmio junto com a escola Sagrado Coração de Jesus. O Matéria Rima leva a mais de 1,5 mil alunos de 18 escolas municipais da cidade oficinas culturais que abordam conteúdos curriculares com ajuda dos elementos da cultura hip hop (grafite, rima, dança e discotecagem).

O trabalho é feito após a identificação da dificuldade a ser superada (comportamental, de matemática, de linguagem, de ciências ou de outras áreas). As oficinas são oferecidas no contraturno das aulas, favorecendo a educação integral no município.

Deixe seu comentario

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*