Esportes, Libertadores

Com Boca x River, ‘capital do futebol’ chegará ao 21º título da Libertadores

Boca Junior e River Plate iniciam hoje (10), às 18h, na Bombonera, a decisão da Libertadores deste ano. Seja quem for o vencedor no jogo de volta, marcado para o dia 24, Buenos Aires garantirá mais um título para a cidade, seu 21º. O número coloca a capital argentina no topo da América do Sul.

A segunda cidade com mais conquistas é Montevidéu, capital do Uruguai, que soma oito taças (cinco do Peñarol e três do Nacional).

O levantamento consi­dera ainda os títulos de Independiente e Racing, equipes de Avellaneda, município da Grande Buenos Aires.

O Independiente, inclusive, lidera o ranking de taças da Libertadores. Com sete títulos (1964, 1965, 1972, 1973, 1974, 1975 e 1984), o clube conhecido como Rei de Copas tem sua liderança ameaçada pelo Boca, que vem logo atrás com seis conquistas (1977, 1978, 2000, 2001, 2003 e 2007).

Na sequência vem o Ri­ver Plate, último campeão argentino da competição, com três títulos (1986, 1996 e 2015). Racing (1967), Argentinos Juniors (1985), Vélez Sarsfield (1994) e San Lorenzo (2014) somam um troféu cada um.

Por tudo isso, e pelo número de clubes e estádios situados na cidade e na região metropolitana, os argentinos resolveram apelidar Buenos Aires de “capital do futebol”.

Só na primeira divisão argentina, 12 das 26 equipes são da Grande Buenos Aires.

A prefeitura oferece às segundas-feiras um tour por cinco estádios (Boca, River, San Lorenzo, Huracán e Argentinos Juniors).

TIMES

A principal novidade do Boca é Sebastián Villa. O colombiano ganhou de vez a vaga de Mauro Zárate e forma o trio de ataque ao lado de Ábila e Pavón. Do outro lado, sem o técnico Marcelo Gallardo, suspenso pela Conmebol, o time Millonario está definido. Enzo Pérez terá a missão de substituir o capitão Ponzio no meio-campo.

 

BOCA JUNIORS X RIVER PLATE

Juiz: Roberto Tobar (Chile). Estádio: La Bombonera, em Buenos Aires (Argentina), às 18h. TV: Sportv/Fox Sports.

BOCA JUNIORS
Rossi; Jara, Magallán, Izquierdoz, Olaza; Nández, Pablo Pérez, Barrios; Villa (Zarate), Ábila (Benedetto), Pavon. Técnico: Guillermo Schelotto.

RIVER PLATE
Armani; Montiel, Maidana, Pinola, Casco; Enzo Pérez, Ignacio Fernández (Zuculini), Exequiel Palacios; Rafael Borré, Lucas Pratto, Martínez. Técnico: Matías Biscay.

 

Deixe seu comentario

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*