Brasileirão, Esportes

Scarpa renasce e volta a ter chance no ataque do Palmeiras

Scarpa renasce e volta a ter chance no ataque do Palmeiras
Scarpa deve ser um dos mais aproveitados no final da temporada do Palmeiras. Foto: Guilherme Rodrigues/Futura Press/Folhapress

Após um ano turbulento, dividido entre lesões e problemas extracampo, Gustavo Scarpa pode, enfim, respirar aliviado nesta reta final de temporada. Menos desgastado fisicamente em relação aos demais jogadores, o meia deve ser um dos mais aproveitados no Palmeiras.

Por ter atuado bem durante todo o confronto contra o Santos, no último sábado, pelo Campeonato Brasileiro, Scarpa deve ser mantido na vaga do lesionado Willian no ataque alviverde que vai enfrentar o Atlético-MG, domingo (11), no Independência.

Ter um bom desempenho nestes últimos jogos oficiais de 2018, com chances reais de título nacional para o Palmeiras, deve ser ainda mais importante para o meia, já que poderá começar a próxima temporada como uma das peças principais da equipe.

Neste ano, Scarpa atuou em 17 embates, marcou quatro gols e totalizou 786 minutos em campo. Sua partida de maior destaque foi contra o Ituano, em março, pelo Campeonato Paulista.

No entanto, os problemas judiciais ligados a seu ex-clube, Fluminense, do qual se desvinculou por atrasos de pagamento, começaram a aparecer, o que comprometeu todo seu planejamento.

Scarpa chegou ao clube paulista em meados de janeiro e acabou perdendo a pré-temporada com o restante do grupo. Em março, a Justiça do Rio de Janeiro derrubou a liminar que desligava o jogador da equipe carioca, anulando seu contrato com o Palmeiras.

Com o impasse e a demora por uma definição, o atleta ficou afastado por quatro meses e manteve a forma física em Hortolândia, Interior de São Paulo, onde se manteve ativo jogando futsal.

Em agosto, outro baque: uma inflamação no calcanhar afastou o jogador das partidas por quase dois meses. Scarpa voltou a estar disponível no banco só na 29ª rodada da competição, contra o Grêmio, no último dia 14.

Deixe seu comentario

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*