Esportes, Libertadores

Centenas de torcedores fazem festa no embarque do Palmeiras

Centenas fazem festa no embarque do Palmeiras
Torcida compareceu em peso ao aeroporto de Guarulhos para dar apoio ao Palmeiras. Foto: Cesar Greco/Agência Palmeiras

Uma multidão alviverde tomou os arredores do Aeroporto de Guarulhos na noite de ontem (22). Centenas de fãs foram até o  terminal para fazer a tradicional festa que ficou conhecida como “Aeroporco”, no embarque do time para Buenos Aires, preparando a ida para a semifinal da Copa Li­bertadores, contra o Boca Juniors.

A festa foi transmitida por canais de TV e redes sociais, com direito a fogos de artifício, bateria de torcida organizada, segurança reforçada e muito apoio para a delegação que ainda realiza um treino na Argentina hoje. O jogo está marcado para as 21h45 de amanhã.

O veículo usou uma entrada alternativa para evitar que o movimento prejudicasse ainda mais o aeroporto. O contato dos atletas com o público se limitou a um aceno de longe, separados por uma barreira policial.

Antes disso, no trajeto do ônibus até o portão de entrada, os atletas tentavam corresponder com tapas no vidro, no ritmo das músicas entoadas pela multidão que faziam um corredor de passagem para o time.

O apoio encantou os atletas, que fizeram dezenas de fotos, vídeos e registraram tudo nas redes sociais. Felipe Melo, por exemplo, postou a festa e usou a hashtag “Não importa o que digam”, um grito da torcida contra a imprensa. Até o Instagram do Palmeiras fez uma transmissão ao vivo do evento. Funcionários do clube que estavam com a delegação também fizeram seus posts.

2016

O Aeroporco mais emblemático aconteceu em 2016, na campanha do Palmeiras campeão Brasileiro. Antes da partida contra o Atlético-MG, em Belo Horizonte, os torcedores lotaram o saguão de Guarulhos para empurrar o time. Desta vez, porém, por questões de segurança, os atletas não passaram pelo saguão.

O apoio à equipe não vai se limitar ao Brasil. Os palmeirenses vão lotar o espaço de visitantes na Bombonera, a exemplo do que fizeram no jogo da fase de grupos entre as duas equipes, na Argentina.

 

Em semana decisiva, Felipão terá quebra-cabeça para montar no Palmeiras

Dono de um elenco numeroso e de qualidade, o técnico Luiz Felipe Scolari terá de quebrar a cabeça para montar o Palmeiras para os próximos jogos em uma semana decisiva na Libertadores e no Campeonato Brasileiro.

Para o duelo contra o Boca Juniors pela semifinal da competição continental na Argentina, Felipão não terá Marcos Rocha e Artur, machucados, e Jean virou dú­vida. Na defesa, Antônio Carlos e Dracena, titulares na Li­bertadores, jogaram até o final pelo Brasileiro e não descansaram. Ambos devem formar a defesa contra o Boca.

A expulsão de Deyverson e a lesão de Jean na vitória por 2 a 1 sobre o Ceará mudaram os planos do treinador, que pretendia dar descanso aos jogadores.

“Tínhamos a ideia de fazer algumas mudanças, a saída do Willian, a entrada do Dudu ou do Scarpa, a colocação do Borja”, disse Felipão.

Contra o Flamengo, no sábado (27), Felipão provavelmente terá de improvisar na lateral-direita. Marcos Rocha e Jean estão machucados, e Mayke recebeu o terceiro cartão amarelo na vitória sobre o Ceará.

Além deles, Bruno Henrique e Lucas Lima também estão suspensos pelo terceiro amarelo e Deyverson terá de cumprir suspensão. Sem Deyverson, Bor­ja poderá jogar até três jogos se­guidos no ataque.

 

Deixe seu comentario

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*