Copa do Brasil, Esportes

Cruzeiro vence Corinthians e é hexa da Copa do Brasil

Cruzeiro vence Corinthians e é hexa da Copa do Brasil
Pedrinho, que teve gol anulado, lamenta perda do título. Foto: Marco Galvão/Fotoarena/Folhapress

Em uma decisão com interferência do árbitro de vídeo, que assinalou um pênalti e anulou um gol corintiano no segundo tempo, o Corinthians viu acabar o sonho de salvar o ano com o título da Copa do Brasil e, consequentemente, garantir vaga na próxima edi­ção da Copa Libertadores.

Ontem (17), a equipe criou poucas oportunidades e perdeu para o Cruzeiro por 2 a 1, no Itaquerão, no segundo jogo da final da competição mata-mata.

O time precisava vencer por dois gols de diferença para ser campeão ou um para levar o jogo para os pênaltis.

As interferências do VAR na decisão ocorreram durante a etapa complementar e geraram reclamações. O árbitro Wagner do Nascimento Magalhães foi chamado pela primeira vez para analisar falta dentro da área no volante Ralf. Após demorar quase dois minutos, assinalou o pênalti, que foi convertido por Jadson, aos 10 minutos.

Catorze minutos depois, o árbitro de vídeo foi utilizado novamente. Quando os corintianos já comemoravam o gol de Pedrinho em um chute de fora da área, Wagner Maga­lhães foi chamado e, após ana­lisar o lance, marcou falta de Jadson em Dedé. O árbitro demorou mais dois minutos para assinalar a infração.

A tecnologia passou a ser usada no país nas quartas de final da Copa do Brasil.

O Corinthians almejava o título para aliviar déficit financeiro na temporada e conquistar uma vaga na próxima edição da Copa Libertadores, o que dificilmente conseguirá pelo Campeonato Brasileiro.

Atualmente, o time é o 11º colocado com 35 pontos, 11 atrás do Atlético-MG, na sexta posição e último time na zona de classificação para a competição sul-americana.

A premiação pela conquista da Copa do Brasil representaria R$ 50 milhões nos cofres do clube. Com o vice-campeonato, ganhará R$ 20 mi­lhões, além dos R$ 11,9 mi­lhões referentes à participação da equipe nas fases anteriores.

Assim, o Corinthians encerra o ano apenas com a conquista do Campeonato Paulista e espera resolver sua situação no Brasileiro o mais rápido possível para planejar a próxima temporada e evitar os erros de 2018, quando não conseguiu recompor o elenco após as perdas de Jô e Guilherme Arana no final do ano passado e de Rodrigui­nho e Balbuena neste segundo semestre.

O JOGO

O gol de Robinho, aos 27 minutos do primeiro tempo, colocou os mineiros na frente. Jadson ainda empatou no segundo tempo, mas Arrascae­ta – que havia jogado amistoso com a seleção uruguaia terça-feira, no Japão – entrou na etapa final para decretar a vitória cruzeirense.

 

CORINTHIANS 1 X 2 CRUZEIRO

Gols: Robinho, aos 27 do 1º tempo. Jadson, aos 9, e Arrascaeta, aos 36 da 2ª etapa.  Ár­bi­tro: Wagner Nascimento Magalhães (RJ). Renda: R$ 5.108.151 (46.571 torcedores). Estádio: Arena Corinthians, ontem à noite.

CORINTHIANS
Cássio; Fagner, Léo Santos, Henrique, Danilo Avelar; Ralf, Gabriel, Jadson; Romero, Jonathas (Pedrinho), Sheik (Clayson). Técnico: Jair Ventura.

CRUZEIRO
Fábio; Edilson, Dedé, Leo, Lucas Romero; Henrique, Ariel Cabral, Robinho, Thiago Neves (Lucas Silva), Rafinha (Arrascaeta); Barcos (Raniel). Técnico: Mano Menezes.

 

Pedrinho lamenta gol anulado: ‘É uma sensação frustrante’

O Corinthians empatava por 1 a 1 com o Cruzeiro, ontem (17), no segundo jogo da final da Copa do Brasil, quando Pedrinho virou o jogo, mas viu o gol ser anulado pelo árbitro de vídeo (VAR).

O jogador lamentou a decisão da arbitragem. No final, os mineiros venceram por 2 a 1.

“É uma sensação frustrante. Um gol que tenho trabalhado tanto que pode acontecer em um jogo decisivo. Foi anulado não sei por quê, mas quero agradecer a Deus mesmo com a derrota, que serve de aprendizado”, afirmou.

 

Deixe seu comentario

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*