Esportes, Outros Esportes

Brasil cai no Mundial de vôlei feminino e fecha o ano em baixa

Mesmo após vencer o Japão por 3 sets a 2 ontem (11), a seleção brasileira feminina de vôlei foi eliminada do Mundial na segunda fase e terminou a competição na sétima posição.

O resultado, que se iguala ao de 2002, é o pior desde então na principal competição depois dos Jogos Olímpicos. Nas edições seguintes do Mundial, a equipe havia sido vice-campeã (2006 e 2010) e ficado em terceiro lugar (2014).

Para avançar à terceira fase, que conta com seis se­leções, o time comandado pelo técni­co José Roberto Guimarães precisaria ter vencido as donas da casa por 3 a 0.

A campanha brasileira nesta edição do Mundial não convenceu em nenhum momento. Além de vitórias tranquilas contra adversárias inexpressivas, o desempenho foi marcado pela derrota por 3 sets a 0 para a Sérvia, ainda na primeira fase, e pelo revés de virada diante da Alemanha, por 3 sets a 2, na segunda fase, na qual teoricamente a equipe havia caído em um grupo mais fácil.

As brasileiras voltaram a demonstrar insegurança ao perder um set para o México, antes de vencer Holanda e Japão por 3 sets a 2. Como a vitória no tiebreak vale dois pontos, ao invés de três, os placares apertados resultaram na eliminação.

O sétimo lugar fecha um ano difícil para a seleção feminina. Na Liga das Nações, o Brasil ficou na quarta colocação, mesma posição que atingiu no Montreux Volley Masters, última competição que dispu­tou antes do Mundial.

A temporada foi marcada por lesões de jogadoras importantes, como as ponteiras Gabi e Natália, sendo que esta última se recuperou em cima da hora para o torneio.

Houve também retornos de atletas experientes, como a ponteira Fernanda Garay, 32 anos; a central Thaisa, 31; e a levantadora Dani Lins, 33. As três disputaram os Jogos do Rio, quando o Brasil caiu nas quartas de final, e estavam afastadas.

Com o time completo, mas ainda em reconstrução, a seleção brasileira mais uma vez ficou sem o título mundial, conquista ainda inédita para as bicampeãs olímpicas. A terceira fase do Mundial tem Itália, Japão e Sérvia em um grupo e Holanda, China e EUA no outro. As duas melhores seleções de cada chave avançam para as semifinais.

 

Deixe seu comentario

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*