Economia, Notícias

Com investimento de R$ 20 mi, Universidade São Judas anuncia campus em São Bernardo

Campus será servido por linhas municipais, intermunicipais e trólebus. Foto: Anderson Amaral especial para o DR

São Bernardo vai ganhar, no próximo ano, mais uma opção em ensino superior privado. A Universidade São Judas Tadeu, pertencente ao Grupo Anima Educação, anunciou nesta quarta-feira (10) a abertura de campus na cidade, o primeiro no ABC.

Representantes da institui­ção apresentaram o projeto ao prefeito Orlando Morando (PSDB) e à imprensa durante visita ao Paço Municipal.

A universidade será ins­talada em edifício comercial situado na Avenida Pereira Barreto, pró­ximo ao hipermercado Son­­da. Se­gundo a reitora da universidade, Denise Campos, es­tão sendo in­vestidos R$ 20 mi­­­­lhões na unidade, que es­­tará em funcionamento em fe­vereiro do próxi­mo ano.

O campus terá capacidade de receber 5 mil estudantes por período, ou 15 mil no total.

Serão oferecidos os cursos de Administração de Em­presas, Biomedicina, Ciên­cias Con­tá­beis, Educação Fí­­­sica, Enge­nharias (Civil, de Pro­du­ção, Mecânica e Elétrica), Farmácia, Nutrição e Pedagogia, além dos tecnólogos na área de ges­tão.

As inscrições para o vesti­bular estão abertas, no valor de R$ 40. A prova será rea­li­zada no próximo dia 20.

Morando comemorou o anúncio. “A chegada da São Judas à cidade é importante sob três as­pectos: aumenta o parque universitário da cidade e oferece mais opções de ensino, ocupa um empre­endimento comercial até en­tão sem vocação e vai gerar ISS (Imposto sobre Serviços) para o município”, afirmou.

A Univerdade São Judas pas­sa por processo de expansão. A instituição possui seis unidades na Capital e outra em Santos (fruto de integração com a Unimonte). No próximo ano, além de São Bernardo, vai inaugurar campus em Guaru­lhos, Cubatão e Limeira.

Denise afirmou que a cidade foi “escolhida a dedo” para a instalação da unidade. “Fizemos um estudo sobre o potencial da cidade, tanto econômico quanto cultural, e São Bernardo se enquadrou em nossos requisitos. Queremos desenvolver a cidade, expandir a cultura local e gerar empregos”, ressaltou.

A reitora informou que, depois do vestibular, a universidade fará processo se­letivo para a contratação de professores com mestrado e doutorado a fim de trabalhar no campus. Inicialmente se­rão admitidos 53 profissionais, preferencialmente moradores da cidade.
Morando destacou a boa loca­lização do campus, que será servido por linhas municipais, intermunicipais e pelo corredor de trólebus.

Deixe seu comentario

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*