Curiosidades

21 mulheres incríveis que mudaram o mundo para melhor

Por muito tempo, muito tempo mesmo, ser mulher era sinônimo de não ter direitos. Elas não podiam estudar, trabalhar, votar ou se interessar por qualquer assunto que não fosse cuidar de filhos e fazer enxoval. Só para você ter ideia, na Idade Média, muitos homens removiam o próprio testículo esquerdo, na certeza de que apenas o direito produzia espermatozoides capazes de gerar um filho homem. Pois é.

Felizmente, algumas coisas já mudaram nesse sentido na maior parte do mundo, por mais que muitas mulheres ainda sejam reprimidas e violentadas apenas por causa de seu gênero. A seguir, conheça uma lista de grandes mulheres que deixaram importantes contribuições sociais, culturais e científicas à humanidade.

1 – Marie Curie

É impossível estudar química e física sem falar de Marie Curie, a polonesa que ficou famosa graças às suas pesquisas sobre radioatividade. Vale lembrar também que essa mulher conseguiu a proeza de ganhar o cobiçado Prêmio Nobel – duas vezes.

2 – Malala Yousafzai

Você provavelmente já ouviu falar da Malala, a garota paquistanesa que é também a pessoa mais jovem a ser contemplada com um Prêmio Nobel. Por sua luta pelos direitos das mulheres à educação e pelo símbolo de força e resistência que se tornou, devido à sua experiência pessoal (ela levou um tiro na cabeça quando tinha apenas 14 anos), Malala mais do que merece estar nessa lista.

3 – Kathrine Switzer

Ela foi a primeira mulher a participar da famosa Maratona de Boston, em 1967. Na imagem acima você pode ver o momento em que homens da organização do evento, quando viram que uma mulher estava participando, tentaram impedi-la de correr.

4 – Margaret Heafield

Tá vendo essa moça da foto? Pois é. Ela trabalhou como diretora de engenharia de software para a NASA. Basicamente, foi uma das responsáveis pelo Projeto Apollo, um dos mais importantes da agência espacial.

5 – Valentina Tereshkova

Essa russa foi a primeira mulher a viajar para o espaço, em 1963, na missão Vostok VI.

6 – Onna-Bugeisha, a mulher samurai

Onna-Bugeisha era o nome pelo qual eram chamadas as guerreiras samurais do Japão Feudal, no final do século 19.

7 – Amelia Earhart

Amelia foi a primeira mulher a fazer um voo solo sobre o oceano Atlântico, em 1928.

8 – Komako Kimura

Essa mulher sufragista lutou pelo direito das mulheres ao voto e participou também da marcha realizada em Nova York, em outubro de 1917.

9 – Eliza Leonida Zamfirescu

Tá vendo essa moça da foto acima? Ela foi a primeira mulher engenheira da História.

10 – Rosa Parks

Eis um nome importantíssimo na luta por direitos humanos. O nome de Rosa é comumente citado quando falamos em ativistas que lutaram contra a segregação racial – ela é conhecida por se negar a dar seu lugar no ônibus para um homem branco.

11 – Sofia Ionescu-Ogrezeanu

Essa mulher romena foi a primeira neurocientista e neurocirurgiã do mundo.

12 – Anne Frank

A escritora judia fez um brilhante e extremamente triste retrato de sua família, que precisou se esconder de nazistas, e você provavelmente já ouviu falar sobre ela.

13 – A protetora

Essa mulher foi fotografada em 1990, na Armênia, quando protegia sua casa com um rifle. Na época da foto, ela tinha 106 anos.

14 – Nadia Comaneci

Essa atleta foi a primeira mulher a conseguir nota 10 em ginástica olímpica durante os Jogos Olímpicos e se tornou uma lenda do esporte, sendo que precisou lutar muito para conseguir mostrar seu talento.

15 – Maud Stevens Wagner

Ela foi a primeira tatuadora de quem se tem registro nos EUA, em 1907.

16 – Mary Winsor

Na imagem, feita em 1917, ela aparece segurando um cartaz com os dizeres: “Pedir liberdade para as mulheres não é um crime. Prisioneiras sufragistas não deveriam ser tratadas como criminosas”.

17 – Annette Kellerman

Por propor que mulheres usassem uma roupa como ela está usando na imagem acima para irem à praia ou à piscina, em 1907, ela foi presa acusada de “indecência”.

18 – Bertha Von Suttner

Ela foi a primeira mulher ativista a receber um Nobel da Paz.

19 – Suu Kyi

Essa mulher foi obrigada a cumprir prisão domiciliar por 15 anos. O motivo? Ela fez uma campanha pró-democracia.

20 – Nísia Floresta Augusta

Nísia foi a primeira brasileira a lutar pela emancipação feminina. É considerada precursora do feminismo no país, sendo também reconhecida por seu empenho em alfabetizar meninas e mulheres. Nísia Floresta também foi uma das primeiras mulheres a publicar artigos em jornais brasileiros, além de ter sido a tradutora do manifesto feminista de Mary Wollstonecraft, “Direitos das Mulheres e Injustiças dos Homens”.

21 – Maria Lacerda de Moura

Se hoje debatemos questões sobre maternidade consciente, amor livre e o direito da mulher ao amor, podemos agradecer Maria Lacerda de Moura, uma brasileira de Minas Gerais. Dedicada a causas sociais, ela também atuou como educadora tanto em Minas quanto em São Paulo e trabalhou para a imprensa anarquista nacional e internacional.

Lógico que existem muitas mulheres incríveis. Porém,  este post seria grande demais se falássemos de todas elas.

Deixe seu comentario

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*