Editorias, Notícias, Política

PSB fecha apoio nacional a Haddad, mas libera Márcio França em SP

PSB fecha apoio nacional a Haddad, mas libera Márcio França em Sp
França tem se sustentado no discurso de que não apoiará nem Bolsonaro nem Haddad, mas atuará pela conciliação da polarização nacional. Foto: Arquivo

Reunião da executiva nacional do PSB nesta terça-feira (9), em Brasília, definiu que o partido irá apoiar nacionalmente a eleição de Fernando Haddad (PT).

Os dirigentes, no entanto, liberaram o governador Márcio França para se manter neutro em São Paulo e se concentrar na sua disputa à reeleição contra João Doria (PSDB).

França tem se sustentado no discurso de que não apoiará nem Bolsonaro nem Haddad, mas atuará pela conciliação da polarização nacional.

Seus apoiadores têm distribuído vídeos de deputados eleitos aliados a Bolsonaro explicando aos eleitores do capitão que o governador ficará neutro.

Uma delas é Adriana Borgo, eleita pelo PROS para a Assembleia Legislativa e presidente da Associação dos Familiares e Amigos de Policiais do Estado de São Paulo. Ela gravou vídeo a seus seguidores dizendo que está com Bolsonaro e que França não é petista, mas ajudará a tirar o PSDB de São Paulo. “O PSDB nos massacrou 19 anos”, ela diz.

França tem ressaltado a relação amigável com Bolsonaro nas entrevistas, lembrando que foram colegas na Câmara dos Deputados. Ele mencionou que Michele Bolsonaro, esposa do presidenciável, trabalhou no gabinete do PSB quando o governador foi parlamentar.

Deixe seu comentario

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*