Brasileirão, Esportes

Goleador, Borja conquista confiança de Scolari

Goleador, Borja conquista confiança de Scolari
Borja fez dois gols na vitória sobre o Cerro Porteño. Foto: Cesar Greco/Agência Palmeiras

O centroavante Miguel Borja vem mostrando sua força no elenco palmeirense. Após ser muito criticado em sua chegada ao clube, no início do ano passado, quando precisou superar a desconfiança para engrenar na equipe, o colombiano vive grande momento em 2018.

Artilheiro do Palmeiras na temporada, com 17 gols em 25 jogos, Borja tem sido peça fundamental no time.

Os números do camisa 9 na Libertadores são empolgantes. Ao anotar os dois gols do Palmeiras na quinta-feira, contra o Cerro Porteño, Borja chegou à marca de oito marcados em sete partidas disputadas desta edição do torneio continental.

Com os dois gols, o centroavante palmeirense tornou-se o vice-artilheiro da competição no ano, atrás ape­nas do também colombiano Wilson Morelo, do Santa Fe-COL, já eliminado.

A fase goleadora fez Borja igualar a marca de César Maluco – que, em 1971, também anotou oito gols pelo Verdão naquela edição do torneio.

O colombiano ainda tem a chance de bater outro recorde vestindo a camisa verde e branca. Apenas três gols separam o artilheiro colombiano de Tupãzinho, em 1968.

O jogador da época da Academia foi que mais gols fez pelo alviverde (11) em uma edição de Libertadores.

A lista de artilheiros do Palmeiras no torneio é composta por outros três atletas: Lopes, com nove gols em 2001; e Marcinho e Washington, com cinco gols cada em 2006.

DEYVERSON

O centroavante Deyverson foi denunciado pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) por conta de sua expulsão no jogo contra o Bahia, quando acertou cotovelada no rosto do adversário em disputa de bola. O atleta pode pegar de um a seis jogos de gancho.

 

STJD vai julgar no dia 16 pedido do clube para impugnar Paulistão

O Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) marcou para a próxima quinta-feira (16), o julgamento do pedido do Palmeiras de impugnação da final do Cam­peonato Paulista. O alviverde quer anular o jogo por entender que houve interferência externa na arbitragem a favor do Corinthians, que foi campeão nos pênaltis.

O relator do processo é o auditor José Perdiz. O Palmeiras pede que o STJD traga para si a competência do caso após ter sido derrotado no Tribunal de Justiça Desportiva de São Paulo (TJD-SP).

Ao longo do processo, o departamento jurídico do Palmeiras se manifestou mais de uma vez contra o que entendeu ser falta de interesse real do tribunal paulista em esclarecer os fatos.

 

 

Deixe seu comentario

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*