Mauá, Política-ABC, Sua região

Admir Jacomussi pode desistir de candidatura a deputado estadual

Admir Jacomussi pode desistir de candidatura a deputado
Admir Jacomussi: “entrar em uma candidatura exige muito da gente”. Foto: Arquivo

O presidente da Câmara de Mauá, Admir Jacomussi (PRP), cogita desistir da pré-candidatura a deputado estadual. Na avaliação de Jacó, a situação política da cidade se apresenta como cenário desfavorável para a empreitada. “A situação está mais delicada. Não acho que isso me afetaria na cidade, mas uma candidatura a deputado, a gente trabalha a região toda, o litoral, o Interior”, afirmou.

Pai do prefeito Atila Jacomussi (PSB), afastado do cargo por determinação do Tribunal Regional Federal da 3ª Região (TRF-3) desde 15 de junho, Admir entende que pode ser necessário estar mais próximo do filho neste momento. “Temos que escolher caminhos. Se escolho ser candidato, talvez não tenha tempo suficiente para dar a ele o respaldo que preciso como pai. Entrar em uma candidatura exige muito da gente”, pontuou.

O presidente da Câmara afirmou que tem recebido muito apoio. “Aqui as pessoas me conhecem, sabem da situação. Acredito na Justiça e que Atila vai provar a sua inocência. Porém, em outros municípios, tudo o que vem acontecendo pode ser reverter em perda de apoio político”, ponderou. O prazo para definir se será ou não candidato é 5 de agosto, última data para as convenções e registros das candidaturas. “Estou considerando todas as possibilidades”, concluiu.

Jacomussi sempre foi o candidato do governo e o PSB de Mauá deve se reunir hoje (12) para debater o assunto e também o posicionamento do partido com relação ao atual go­verno. A prefeita interina Alaíde Damo (MDB) já exo­nerou todos os secretários que eram diretamente ligados a Atila. Espera-se para os próximos dias a exoneração da esposa do prefeito, secretária da Mulher e presidente do Fundo Social de Solidariedade, Andreia Rolim. O presidente do PSB, Israel Aleixo, foi desligado do cargo de superintendente da Saneamento Básico de Mauá (SAMA).

Em coletiva de imprensa realizada na semana passada, o ex-chefe de gabinete e ex-secretário de Comunicação da cidade, Marcio de Souza, que também faz parte da executiva municipal do PSB, afirmou que o partido deve deliberar e até tomar medidas legais contra atitudes que a prefeita vem tendo. A saída de Jacomussi da corrida eleitoral favorece o vereador Ricardo de Oliveira, o Ricardinho da Enfermagem (PTB), que também é pré-candidato a deputado estadual e integra, ao menos até o momento, a base que apoiava Atila na Câmara Municipal.

Deixe seu comentario

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*