Arte & Lazer, Teatro

Diadema recebe espetáculo de rua com o grupo Circo di SóLaides

Diadema recebe espetáculo de rua com o grupo Circo di SóLaides
Espetáculo de rua “Choque Rosa ou Com que Armas Lutamos?” aborda o espaço da mulher na sociedade contemporânea. Foto: Divulgação

O grupo Circo di SóLaides apresenta na próxima sexta-feira (15), no CEU das Artes, o espetáculo de rua “Choque Rosa ou Com que Armas Lutamos?”, com abordagem sobre o espaço da mulher na sociedade contemporânea. A encenação, com entrada gratuita, acontecerá às 14h e às 19h e tem classificação livre.

“Choque-Rosa” estreou no último dia 5 , na cidade de Osasco, e foi contemplado com verba do Programa de Ação Cultural – PROAC, categoria Montagem e Circulação de Circo, da Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo.

A peça feita por mulheres palhaças mistura técnicas circenses e a linguagem cômica. De forma leve e divertida, as atrizes do di SóLadies dialogam com todos os públicos, buscando a reflexão sobre a igualdade de gênero e universo feminino. A atuação do grupo surpreende por tratar de temas considerados complexos, mas que a trupe apresenta com muita delicadeza e poesia.

A criação do espetáculo partiu de pesquisa sobre a história de mulheres brasileiras e o impacto de seus feitos na sociedade, lidando com a violência gerada pelo machismo e o patriarcado. “Elas, as mulheres que vieram antes, guiaram nossas escolhas e guiarão as palhaças em suas descobertas” – explicam as integrantes do grupo Kelly Lima, Lilyan Teles, Tatá Oliveira e Verônica Mello.

“Choque Rosa ou Com que Armas Lutamos?” tem direção de Luciana Viacava e a trilha sonora é da rapper Dani Nega. Depois de Diadema, o espetáculo segue para capital paulista onde será apresentado em dois locais: dia 16 de junho, às 15h, na Praça Cornélia, Água Branca, e dia 17 de junho, 11h, na Av. Sumaré, próxima a Praça Irmãos Karmann.

Serviço

CEU das Artes, Avenida Afonso Monteiro da Cruz, s/n – Jardim União, Diadema.

Dia 15 (sexta-feira) – espetáculo  “Choque Rosa ou Com que Armas Lutamos?”, às 14h e 19h. Gratuito.

Deixe uma resposta