Comportamento, Serviços

Médico tem Horta Orgânica de 250m em casa e ensina pacientes na prática

Médico tem Horta Orgânica de 250m em casa e ensina pacientes na prática
Com uma horta de 250m² no quintal, Madruga e sua família se alimentam de produtos que cultivam. Foto: Divulgação

Não existe milagre quando o assunto é perder peso. Seja qual for a dieta que esteja seguindo ou o treino que esteja realizando, se você não começar pelo básico, a escolha certa dos alimentos, você não conseguirá atingir seus objetivos.

Cada pessoa possui um metabolismo diferente e necessidades específicas para conseguir diminuir o excesso de peso, ganhar massa magra, definir a musculatura do corpo ou qualquer outra mudança que deseja fazer no corpo. Para o nutrólogo e especialista em medicina esportiva Flávio Madruga, cada paciente precisa ser avaliado de forma única antes de começar qualquer dieta, treino e suplementação, porém, o segredo para um emagrecimento saudável é igual para todos e está diretamente relacionado a uma mudança nos hábitos alimentares e o aumento do consumo de alimentos orgânicos e naturais.

Madruga é um dos entusiastas a favor do consumo de alimentos orgânicos. Afirma que os alimentos industrializados, enlatados e processados, além de fazer muito mal para a saúde, eles atrapalham completamente a dieta, pois são ricos em sódio e açúcares. “Comidas enlatadas e processadas são um veneno para o corpo e um dos principais vilões para quem está em processo de emagrecimento”, destaca.

Muito mais do que orientar seus pacientes em relação a melhor dieta a seguir, . Madruga incentiva uma mudança de hábito que visa sempre a saúde dos pacientes, cujo os bons resultados obtidos acaba sendo consequência de uma alimentação balanceada e saudável.

Cultive seu próprio alimento

O nutrólogo vai muito além de todo conhecimento compartilhado em consultório. Realmente coloca em prática tudo o que ensina aos pacientes no seu dia a dia. “Nem todo mundo vive o que fala. Faço questão de aplicar dentro da minha casa e no dia a dia da minha família essa mudança de hábito em busca de qualidade de vida por meio de alimentação saudável”.

Com uma horta de 250m² no quintal de casa, o especialista e sua família se alimentam de produtos que ele mesmo cultiva, como abóbora, salsa, cebola, pimenta, berinjela, couve, alface, mandioca, quiabo, entre outros. Além disso, possuiu oito árvores frutíferas plantadas dentro de caixas d’água de reuso. Frutas como acerola, goiaba, limão, laranja, lichia e jabuticaba são produzidas todas pelo nutrólogo.

“Ter uma horta em casa ajuda a ter sempre alimentos frescos na hora das refeições, evita os conservantes, o excesso de sódio e açúcares e até mesmo os agrotóxicos. Tudo isso é uma mudança significativa na qualidade da alimentação e os resultados não podem ser diferentes: mais saúde por dentro e por fora”, declara Madruga.

Jardineiras, garrafas pets e hortas verticais para pouco espaço

O nutrólogo sabe que a grande maioria das pessoas não possui um espaço como o dele para montar uma horta, mas faz questão de dar dicas e orientações aos pacientes mostrando que é possível cultivar algumas hortaliças, por exemplo, até mesmo morando em apartamento.

Alface, alecrim, manjericão e tomate são alguns dos alimentos mais fáceis de se cultivar em casa. Basta um espaço que receba sol pelo menos em um período do dia, como uma varanda ou até mesmo uma prateleira próxima a janela, que já é possível cultivar alguns temperos, legumes e hortaliças.

É possível economizar ainda mais espaço e dinheiro criando uma horta vertical. Basta ter uma parede que receba sol algumas horas do dia, que é possível colocar as mudas e sementes em garrafas pets e pendurar por toda a parede. Não se pode esquecer de regar a horta pelo menos uma vez ao dia.

“Alimentos orgânicos são caros, mas a horta caseira pode ser uma ótima alternativa para quem quer ter o prazer de cultivar alimentos mais saudáveis e livres de agrotóxico na própria varanda ou quintal e ainda economizar nos gastos com feira e hortifrúti.”

 

Deixe uma resposta