Editorias, Notícias, Política

Leitura de parecer sobre denúncia contra Temer fica para depois do recesso

Ontem, véspera de recesso compareceram apenas 16 deputados. Foto: Marcelo Camargo/Agência BrasilNa véspera do início das “férias” parlamentares, apenas 16 dos 513 deputados foram à Câmara dos Deputados nesta segunda-feira (17). A baixa presença impediu a realização da sessão plenária. Nela, seria feita a leitura do parecer da CCJ (Comissão de Constituição e Justiça) que recomenda a rejeição da denúncia do procurador-geral da República, Rodrigo Janot, contra o presidente Michel Temer (PMDB) sob acusação de corrupção passiva.

A leitura é o primeiro passo para que plenário comece a discutir se autoriza ou não o prosseguimento da denúncia. É preciso que a sessão tenha pelo menos 51 parlamentares presentes. No Senado, nenhum dos 81 parlamentares apareceu. Era preciso que houvesse ao menos três para abrir a sessão.

O Congresso Nacional entra em recesso de duas semanas a partir de hoje (18). A votação da denúncia pelos deputados contra Temer está marcada para o dia 2 de agosto, na volta das férias dos parlamentares. Por estar inseguro quanto ao resultado, o governo tem preferido adiar a votação para setembro.

Deixe seu comentario

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*