Minha Cidade, São Bernardo do Campo, Sua região

Prefeitura de S.Bernardo voltará serviços municipais ao Poupatempo e articula Bom Prato

Morando visitou às futuras instalações do Atende Bem: “é fundamental unificar os serviços”. Foto: Gabriel Inamine/PMSBCA Prefeitura de São Bernardo confirmou, nesta quinta-feira (11), que vai devolver os serviços municipais centralizados na Rede Fácil do Paço para a unidade do Poupatempo. A marca “Rede Fácil” será substituída pela ação “Atende Bem”, elaborada para proporcionar melhorias no atendimento, com inclusão de serviços e facilidades para maior comodidade e acessibilidade. A alteração será concluída no segundo semestre.

De acordo com o prefeito Orlando Morando (PSDB), há diálogo avançado junto ao governo estadual visando à transferência dos serviços municipais para o Poupatempo, que já havia atuado como posto de atendimento entre 2001 e 2010. “Queremos transferir o Rede Fácil, futuro Atende Bem, para o Poupatempo da cidade, que hoje é o quarto maior em atendimento do Estado de São Paulo. O fundamental é unificar os serviços, porque não faz sentido o cidadão ir até a prefeitura para resolver algum problema e ter que se deslocar até o Poupatempo para realizar um serviço que muitas vezes é apenas complementar”, destacou o prefeito, em visita às futuras instalações do Atende Bem.

O novo formato do Atende Bem será levado para as unidades do Riacho Grande, Alvarenga e Assunção. A Subprefeitura do Rudge Ramos também receberá a unidade com serviços integrados à área de Habitação. A administração estima a conclusão desses postos para o segundo semestre.

Bom Prato

A prefeitura também articula a vinda de unidade do Bom Prato. O projeto também deverá ser implementado no Poupatempo. “Vamos apresentar ao governador (Geraldo Alckmin/PSDB) a proposta de implantação de uma unidade do Bom Prato, no local onde antes ficava a lanchonete. Há espaço físico suficiente para isso”, disse o chefe do Executivo.

O Bom Prato foi criado em 2000, com objetivo de oferecer refeições saudáveis a custo acessível à população de baixa renda. O programa conta com 52 unidades em funcionamento. O almoço tem custo de R$ 1.

“É fundamental ter um restaurante nestes moldes, com preço popular e comida de qualidade, para que as pessoas com dificuldades financeiras possam se alimentar. Tenho convicção de que aqui é o melhor local para isso”, completou Orlando Morando.

Deixe seu comentario

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*