Minha Cidade, Santo André, Sua região

Mães questionam descontinuidade do ‘Mais Educação’ em Emeief de S.André

Mães querem o retorno do projeto federal. Foto: Eberly LaurindoO Conselho de Mães da Emeief José do Prado Silveira, em Santo André, está questionando a descontinuidade do programa federal “Mais Educação ” na unidade, o qual atendia 138 crianças e conta com lista de espera. O projeto visa aumentar o tempo de permanência dos alunos na escola para melhorar o desempenho escolar, por meio de atividades esportivas, culturais e recreativas.

“As crianças ficavam na escola mais duas horas e tinham judô, artes, música, horta e sustentabilidade, além de letramento, que funcionava como reforço escolar, entre outras atividades. Em dezembro, procuramos o vereador (Luiz) Zacarias, que já concorria a vice (prefeito) e ele disse que o projeto continuaria. Em janeiro, chamamos o Lucas, filho do Zacarias, que veio com uma assessora da Secretaria de Educação, e foi falado que não foi feita a inscrição no ano passado, pela antiga gestão”, disse Tânia Regina Araújo, que integra o conselho de mães.

Segundo Flávia Nascimento Xavier, a prefeitura afirmou que está buscando parcerias com empresas para a continuidade do projeto. “Sabemos que parcerias não dão certo devido à crise. Em 2016 houve atraso nos repasses federais, mas a prefeitura decidiu arcar com os custos das monitoras do projeto. Queremos o compromisso de que a prefeitura pague as monitoras, porque conseguimos trabalhar com sucata e dar continuidade aos trabalhos.”

Elisangela Aparecida de Jesus destacou que foi informado que não há verbas para continuidade do Mais Educação. “Mas o projeto é federal. Precisamos de uma posição, pois as crianças são as mais prejudicadas”, pontuou. Segundo Elisangela, já houve uma primeira discussão sobre a questão, mas a informação repassada “é sempre que a gestão passada não fez a inscrição”. “Temos conhecimento que em janeiro foi aberto outro período de inscrição, ou seja, já na nova gestão, mas que também não foi feita. Estamos tentando agendar um debate com a prefeitura, Secretaria de Educação, pais e comunidade, a fim de buscar solução para a descontinuidade do programa”, pontuou.

Prazo

A Prefeitura de Santo André informou, por meio nota, que não houve a adesão, por parte da administração anterior, ao projeto Mais Educação no prazo em 2016 pelo governo federal. Em janeiro, a nova equipe Secretaria de Educação procurou o Ministério da Educação para verificar a possibilidade de adesão ao projeto, o que não foi possível naquele momento.

Segundo a nota, a pasta foi informada pelo MEC que haverá a possibilidade, no mês de março, novo período de inscrição ao Mais Educação, devido à grande quantidade de municípios que não aderiram ao projeto. “Havendo esta possibilidade Santo André voltará a firmar o convênio para a realização do projeto em nosso município. A partir daí, será necessário apenas um período de organização do projeto nas escolas para o retorno das atividades”, informou.

Deixe seu comentario

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*