Minha Cidade, São Bernardo do Campo, Sua região

São Bernardo prepara ações para melhorar atendimento do Hospital e PS Central

Morando vistoriou o complexo hospitalar no fim de semana. Foto: Ricardo Cassin/PMSBC

A Prefeitura de São Bernardo vai implementar série de ações para melhorar o atendimento, bem como o fluxo de pacientes do Hospital e Pronto Socorro Central (HPSC), localizado na Rua Secondo Modolin, 380.

A ação foi confirmada durante o fim de semana, após vistoria do prefeito Orlando Morando  (PSDB), e do secretário de Saúde, Geraldo Reple Sobrinho, dando início a diversas implementações a serem estabelecidas nos equipamentos públicos de Saúde, cuja finalidade principal é garantir atendimento e eficiência aos pacientes. O complexo hospitalar é o ponto mais acessado no município, justamente por comportar o Pronto-Socorro e atendimento hospitalar. Nos últimos anos, a má gestão proporcionada ao local impôs inúmeros problemas, como longas filas de espera e ineficiência no atendimento.

 O chefe do Executivo e o titular da Saúde estiveram por mais de duas horas, vistoriando as dependências do equipamento público. Foram feitas intervenções com funcionários e pacientes.

 “O problema na demora do atendimento ainda persiste. E este é desafio da nova gestão. Por isso, o setor é tratado como prioridade. Irei visitar todas as unidades de Saúde. Não tenho horário previsto para este tipo de ação e procuramos ir nestes locais para identificar a maior demanda e entender como melhorar. O secretário de Saúde é médico, conhece de gestão pública”, pontuou Morando.

 Unidade hospitalar é dedicada à atenção às urgências e emergências traumáticas e clínicas, com funcionamento 24 horas. O estabelecimento serve de referência para as nove UPAs (Unidade de Pronto-Atendimento). Além das internações, a unidade realiza consultas, exames de análises clínicas e imagem e pequenos procedimentos cirúrgicos. Tem como especialidades, a clínica geral, ortopedia, pediatria e oftalmologia.

Além da questão do aprimoramento do interno, a Prefeitura também vai buscar melhorias nos serviços de ultrassom, raio-X, e demais exames de imagem que é realizada por empresa terceirizada.  “Detectamos algumas falhas neste aspecto, que tem deixado os pacientes insatisfeitos. É algo que vamos buscar melhorar”, acrescentou o prefeito.

Ao todo, o complexo hospitalar concentra 980 funcionários, incluindo os terceirizados. De acordo com o Dr. Geraldo Reple Sobrinho, a série de modificações tende a ser o mais rápido possível para que os serviços possam estar mais aperfeiçoados antes da chegada do Hospital de Urgência, projeto que está construção no anexo da atual unidade.

 “Temos, de imediato, melhorar a questão de fluxo. Já temos vindo em outras oportunidades. Conseguindo por em prática essa celeridade, entre espera de atendimento e recebimento de exame, por exemplo, trará outra sensação na parte interna. Vamos melhorar bastante todo o equipamento antes da chegada do hospital de Urgência. Todo o hospital, você precisa sempre aprimorar”, destacou Dr. Geraldo Reple.

Deixe seu comentario

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*