Política-ABC, São Bernardo do Campo, Sua região

Morando anuncia mais seis secretários e define Ademir Silvestre na ETC

Thaís, Silvestre, Julia, Mario, Lima, Morando, Sobrinho, Pinheiro e Costa: nova leva. Foto: Divulgação

O prefeito eleito de São Bernardo, Orlando Morando (PSDB), anunciou ontem (23) os nomes de mais seis secretários que farão parte de seu governo a partir de janeiro, além do novo chefe da Empresa de Transporte Coletivo (ETC), que ficará sob o comando do ex-vereador Ademir Silvestre (PHS). De acordo com o tucano, novos anúncios deverão ser feitos nos próximos dias para completar o quadro de titulares das 18 secretarias que vão compor sua gestão – cinco a menos do que hoje dispõe o prefeito Luiz Marinho (PT).

Em evento realizado no Hotel Pampas, região central da cidade, foram oficializados no primeiro escalão o superintendente do Hospital Mário Covas, Geraldo Reple Sobrinho, como novo secretário de Saúde, além de Pedro Pinheiro como novo chefe da pasta de Administração. Para a secretaria de Transportes e Vias Públicas foi escolhido o engenheiro Fernando da Costa e para a Procuradoria Geral do Município, Luiz Mário.

A secretaria de Governo ficará a cargo de Julia Benício, enquanto a jornalista e assessora de imprensa de Morando, Thaís Santiago, comandará a pasta de Comunicação – umas das secretarias cotadas para serem extintas no novo governo.

“Conversamos muito sobre a extinção ou não dessa secretaria e optamos por mantê-la. Em uma cidade com um milhão de pessoas não adianta fazer um bom governo se não houver boa comunicação” justificou Morando. Por enquanto, ao menos duas pastas serão eliminadas a partir de janeiro: Orçamento e Planejamento Participativo e Relações Internacionais.

Assim como na primeira leva de secretários anunciados pelo tucano, o quadro formalizado ontem possui perfil mais técnico do que político. Dos sete nomes formalizados no governo, apenas Silvestre tem passagem pela política. “Prefeitura não é escola para a aprender a governar. Por isso, usamos o critério de meritocracia, buscando pessoas com experiência em suas áreas”, disse o prefeito eleito.

Além dos seis novos nomes, já foram confirmados como futuros secretários o vice-prefeito Marcelo Lima (Serviços Urbanos), o ex-prefeito Maurício Soares (Desenvolvimento Social e Cidadania), o advogado Carlos Maciel (Jurídico e Administração), o contador José Luiz Gavinelli (Finanças), o arquiteto Paulo Guidetti (Obras e Planejamento), a educadora Suzana Dechechi (Educação) e o engenheiro João Abukater (Habitação).

Comissionados

Ao contrário de seus correligionários eleitos na região, Morando ainda não definiu uma meta de corte de cargos comissionados em seu governo, apesar de sustentar que a redução será “significativa”. “Vamos enxugar o máximo possível. Porém, como já disse na campanha, os comissionados também são importantes. No nosso governo vão estar alinhados a esse grupo para oferecer um novo projeto. Vamos enxugar apenas o que não é necessário pa­ra o erário público”, disse.

Deixe uma resposta