Política-ABC, Santo André, Sua região

Paulo Serra anuncia mais quatro nomes e fecha secretariado

Serra e seus secretários: “acredito no modelo técnico-político”. Foto: Divulgação

Com destaque para quadros políticos ligados ao PSDB, o prefeito eleito de Santo André, Paulo Serra (PSDB), anunciou ontem (19) mais quatro nomes que vão compor o primeiro escalão do governo a partir de janeiro do ano que vem. A formalização dos novos secretários soma-se aos dez nomes já anunciados na semana passada e completa quadro de titulares das 14 pastas da prefeitura. O tucano também anunciou a criação de órgãos de assessoramento, que substituirão a secretaria de Governo, extinta a partir de 2017.

Para a pasta de Esportes, Serra escolheu o médico e ex-presidente do PSDB andreense, Marcelo Chehade – com a ex-técnica de basquete Laís Elena como sua adjunta –, enquanto a secretaria de Inovação e Modernização passará a ser chefiada pelo vice-presidente do PSDB andreense e ex-vereador Fernando Gomes (PSDB). A pasta de Gestão Financeira – que vai unificar as secretarias de Orçamento e Planejamento e Finanças – ficará sob comando de José Carlos Tonelloti Grecco, filho do ex-prefeito de Mauá José Carlos Grecco (PSDB).

A secretaria de Assuntos Jurídicos ficará a cargo do advogado Caio Costa e Paula, único dos quatro quadros não ligado ao PSDB. “Nosso projeto obviamente inclui o PSDB. Marcelo tem forte ligação com o Esporte e sua indicação se deu de forma natural. A questão partidária é só mais um item nessa composição. Acredito muito nesse modelo técnico-político. É esse casamento que vai fazer com que nossa gestão dê certo”, destacou Paulo Serra.

Os nomes somam-se aos outros dez integrantes do primeiro escalão anunciados na semana passada: Dinah Zecker (Educação), Edson Sardano (Segurança Cidadã), Donizeti Pereira (Meio Ambiente), Ailton Lima (Desenvolvimento e Geração de Emprego), Ana Paula Pena Dias (Saúde), Fernando Marangoni (Habitação e Regularização Fundiária), Luiz Zacarias (Manutenção e Serviços Urbanos), Edilson Factori (Mobilidade Urbana), Marcelo Delsir da Silva (Cidadania e Inclusão Social) e Simone Zárate (Cultura e Lazer).

Gestão estratégica

Além dos titulares, Serra também oficializou a criação de três “unidades” de gerenciamento e gestão estratégica, que terão “caráter matricial”, mas status de secretarias. “Serão unidades de coordenação enxutas. São novidades na gestão, porque extinguem o modelo tradicional da secretaria de Governo, destrinchando-a em três partes menores, que vão economizar recursos, com estruturas menores, mas que tem caráter intersecretarial”, explicou o tucano. A proposta é que as unidades prestem assessoramento direto ao gabinete do prefeito.

As estruturas serão comandadas pelos advogados Leandro Petrin (Assuntos Estratégicos), Ana Cláudia Cebrian (Chefia de Gabinete) e Carlos Bianchin (Assuntos Institucionais e Comunitários). A primeira-dama, Ana Carolina Rossi Serra, chefiará o Núcleo de Inovação Social, em caráter voluntário.

Segundo o tucano, os comandantes das autarquias, como o Serviço Municipal de Saneamento Ambiental de Santo André (Semasa), o Instituto de Previdência (IPSA), SA Trans, Companhia Regional de Abastecimento Integrado (Craisa) e Serviço Funerário deverão ser anunciados somente após o Natal.

Um comentario

  1. Sonia Regina da Silva

    Quando vimos essa notícia, pensamos que algo de novo viria para a cidade. Na verdade há muitos problemas se apresentando, a falta de estrutura e planejamento de algumas pastas. a total falta de pesquisa para aplicação mínima de um planejamento. E por aí vamos! Você entrega materiais e uniformes nas escolas e não sabe o que fazer com a Secretaria de Educação, pois o prédio é particular e ela tem que mudar de lugar. Tira a “Casa Amarela” com um projeto igual ao do governo Aidan e atira a mesma num bairro que tem IDH acima dos 60 anos, escolas de Educação Infantil e Fundamental I, por todos os lados. Eleva o tráfico de drogas a céu aberto por medidas preventivas inúteis. Enfim, quero meu voto de volta.

Deixe uma resposta