Minha Cidade, São Bernardo do Campo, Sua região

Novo Hospital de Urgência vai desafogar o PS Central de São Bernardo

Luiz Marinho deu início às obras onde ficará o futuro complexo hospitalar. Foto: Nilson Sandre/PMSBCUm novo hospital para atendimento mais humanizado e melhores condições de trabalho aos profissionais. Esses são os objetivos do futuro Hospital de Urgência (HU), que substituirá o atual Hospital e Pronto-Socorro Central (HPSC). A ordem de serviço para início das obras da futura unidade foi assinada na manhã de ontem (30).

O HU será erguido em área contígua ao atual HPSC, em terreno de cerca de 21 mil m², que abrange as ruas Joaquim Nabuco, Secondo Modolin e Cacilda da Cruz Ferreira. A entrada principal será pela Joaquim Nabuco, enquanto a entrada das ambulâncias será pela Secondo Modolin. O novo prédio terá 17.500 m² de área construída, mais do que o triplo do atual edifício do OS, de apenas 5 mil m².

O investimento previsto é de R$ 107.492.641,16, obra que será financiada integralmente pelo Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID). O prazo para a conclusão é estimado em 24 meses.

O prefeito Luiz Marinho (PT) destacou que o novo hospital, que é demanda do Orçamento Participativo 2015/2016, vai proporcionar mais conforto tanto para a população quanto aos trabalhadores.

“Atualmente, o Pronto-Socorro Central contabiliza cerca de 900 atendimentos por dia. É necessário mais espaço físico para garantir melhores condições de atendimento e trabalho”, disse.

O projeto do novo hospital prevê a construção de edifício de sete pavimentos, além de um prédio auxiliar para abrigar base do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU). A estrutura do complexo se subdividirá em cinco grandes módulos de atuação: pronto atendimento, serviços de apoio diagnóstico e terapêutico, cirúrgico, pedagógico e de internação.

O projeto arquitetônico do HU preocupa-se com a sustentabilidade e a humanização dos ambientes. Nesse sentido, o edifício privilegia a iluminação e a ventilação naturais, além de contar com recepções amplas, esperas distintas dos pacientes pediátricos e adultos. O projeto prevê ainda a construção de uma praça, que irá acomodar adequadamente o ponto de ônibus e a área reservada aos táxis.

Deixe seu comentario

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*