Brasil, Editorias, Notícias

Estado vai chamar aprovados em concurso de polícia de 2013

Alckmin também assinou acordo para reforçar combate ao roubo e furto de celular. Foto: Divulgação/Gilberto Marques

O governador Geraldo Alckmin (PSDB) anunciou, ontem (4), que vai nomear 835 aprovados em concurso para a Polícia Civil e Científica de uma seleção iniciada em 2013 e concluí­da ano passado. Dos 2.301 aprovados para as carreiras de escrivão, investigador e delegado, o Estado havia chamado 763 no início do ano. Agora, afirmou que pretende chamar mais 587 para essas carreiras, o que representa pouco mais de um terço das 1.538 pessoas que aguardam o chamado. Serão chamados 80 delegados, 120 investigadores e 387 escrivães.

Conforme a Folha de S.Paulo mostrou no domingo (25), houve uma explosão no número de pedidos de aposentadorias em 2016 na Polícia Civil. Os pedidos de desligamento de escrivães, investigadores e delegados passaram de 139 solicitações, em 2006, para 1.260 registrados até agosto deste ano -aumento superior a 800%.

“A gente sabe que precisaria até mais, mas é o que a gente conseguiu fazer nesse momento”, disse o governador durante evento no Palácio dos Bandeirantes, ontem. Para a Polícia Científica, serão chamados 35 médicos legistas, 25 peritos, 50 auxiliares de necropsia e 25 fotógrafos.

Segundo a Secretaria da Segurança, a nomeação deverá ser publicada no “Diário Oficial” do Estado “em breve”. Quanto aos demais aprovados, a pasta informou que não há previsão de quando serão chamados.

Parceria

Alckmin anunciou também parceria com o Instituto para o Desenvolvimento do Varejo (IDV), visando ao reforço do combate ao roubo e furto de celular. A parceria permitirá a realização de estudos conjuntos para que os membros associados ao IDV sejam conscientizados a indicar, no momento do registro de boletins de ocorrência, o número do IMEI (International Mobile Equipment Identify) de celulares roubados ou furtados. A medida permite que, no momento dos registros das ocorrências, os delegados coletem autorização das vítimas para que a Polícia Civil solicite o bloqueio do IMEI diretamente às operadores.

Deixe seu comentario

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*