Economia, Notícias

Preço do etanol sobe 4,1% no ABC em duas semanas e atinge maior valor desde maio

Etanol é vendido, em média, por R$ 2,37 o litro nos postos de combustível do ABC. Foto: Eberly Laurindo

Com reajuste médio de 4,1% sofrido nas últimas duas semanas, o etanol perdeu competitividade nos postos de combustível do ABC, mas ainda segue mais vantajoso do que a gasolina para os proprietários de veículos flex.

Pesquisa semanal realizada pela Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), com dados compilados pe­lo Diário Regional, revela que o renovável custa em média R$ 2,370 o litro nos estabelecimentos da região, valor quase dez centavos superior ao desembolsado há duas semanas (R$ 2,277). Tra­ta-se do patamar de preço mais alto em cinco meses.

Os dados sugerem que a temporada de tanques abastecidos com etanol po­de estar chegando ao fim. Com a gasolina custando, em média, R$ 3,394 o litro nos postos do ABC, o renovável passou a custar 69,8% do valor de seu concorrente.

O derivado da cana de açúcar só vale a pena se custar até 70% do valor da gasolina. De 70% a 70,4%, a utilização é indiferente. A partir de 70,5%, a gasolina deve ser a escolhida para abastecer o tanque.

Segundo pesquisa semanal da Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz, da Universidade de São Paulo (Esalq-USP), o etanol ficou 12,2% mais caro nas usinas paulistas nos últimos dois meses. Com isso, o preço no atacado saltou de R$ 1,569 para R$ 1,760 o litro – o produto é adquirido pelas distribuidoras e, depois, revendido aos postos.

O movimento de alta é provocado pela redução da moagem de cana de açúcar nos Estados do Centro-Sul do país, devido a condições climáticas desfavoráveis, e pelas cotações elevadas do açúcar no mercado internacional, o que estimula as usinas a direcionar a produção para a commodity e reduz a oferta de etanol.

Por município

O consumidor deve ficar atento, pois os preços variam de acordo com o município. Em Santo André, o etanol custa entre R$ 2,099 e R$ 2,499, com R$ 2,320 de média, a mais baixa entre as seis cidades pesquisadas no ABC – a ANP não faz cotações em Rio Grande da Serra.

O município com o etanol mais caro é São Bernardo. Lá, o preço do renovável varia nos postos entre R$ 2,279 e R$ 2,599, com média de R$ 2,438.

Em Diadema, o etanol varia de R$ 2,199 a R$ 2,799, com média de R$ 2,325.

Em São Caetano, o renovável é oferecido por preços entre R$ 2,169 a R$ 2,699 – média de R$ 2,325.

Deixe seu comentario

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*