Esportes, Futebol

Santos comemora centenário da Vila com amistoso

Elano, Léo, Renato e Ricardo Oliveira lembraram histórias da Vila Belmiro. Foto: Ivan Storti/Santos FC

A Baixada Santista estará em festa hoje (8). Na próxima quarta-feira, a Vila Belmiro completa cem anos de história, mas as comemorações começam nesta tarde.

O Santos vai receber o português Benfica para um amistoso internacional, às 16h, e colocará força máxima em campo. O confronto vai marcar a despedida do ex-lateral esquerdo Léo e terá homenagem ao ex-meia Giovanni. Por isso, jogadores e ex-jogadores concederam entrevista coletiva especial ontem (7).

Além do próprio Léo, veteranos como Renato, Elano e Ricardo Oliveira lembraram histórias da Vila.

“Queria agradecer aos três, que participaram da minha carreira praticamente desde o início. Fico feliz e agradecido por estarem comigo neste momento tão feliz. Vai ser maravilhoso jogar pelo Santos e pelo Benfica”, disse Léo, que explicou o motivo de ter chamado Giovanni para ser homenageado.

“É um ídolo do clube, é meu ídolo, e não lembro se teve uma homenagem por tu­do que representa e fez pelo clube. Então, nada mais justo”, destacou o ex-atleta.

Cerca de 7 mil ingressos já foram vendidos para a partida amistosa no alçapão.

O último amistoso do Peixe contra uma equipe da Europa ficou marcado negativamente na história do clube. No dia 2 de agosto de 2013, o alvinegro encarou o Barcelona e voltou ao Brasil com uma goleada de 8 a 0 na bagagem.

O técnico Dorival Júnior chegou até a afirmar que pouparia alguns atletas, mas deve levar os titulares diante da equipe portuguesa, por conta de um acordo prevendo que os clubes utilizem força máxima no encontro.

A delegação do Benfica desembarcou no Brasil ontem com 15 desfalques e deve ter apenas um titular do time que costuma atuar no Campeonato Português: o meia Salvio.

História

“Existem campos famosos como Wembley (em Londres, na Inglaterra) e o próprio Maracanã, mas a Vila Belmiro é o xodó de muita gente. Por aqui passaram os maiores craques do futebol brasileiro e mundial”, afirmou o ex-ponta esquerda Pepe.

A Vila foi fundada em 1916, quatro anos depois do clube, que treinava e jogava em campos do bairro Macuco e no da liga amadora, assim como outros times. Para resolver o problema, os dirigentes compraram a área na Vila, onde nasceu o estádio.

Desde então, o Santos disputou 2.207 partidas em seu estádio, com 1.413 vitórias, 434 empates e apenas 360 derrotas, além de 5.591 gols marcados.

Deixe seu comentario

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*