Levir põe boa fase do Santos à prova no Equador | Diário Regional

Levir põe boa fase do Santos à prova no Equador

13/09/2017 2:51
Print Friendly, PDF & Email

Levir acertou a equipe santista na base da conversa. Foto: Ivan Storti/Santos FCAos 64 anos, Levir Culpi repete com frequência que o futebol é simples. A filosofia de jogo sem grandes elucubrações somada ao estilo boa-praça tem dado certo no Santos, que já alcançou com o treinador a terceira maior invencibilidade deste século. A equipe não perde há 16 jogos – são nove vitórias e sete empates, com 71% de aproveitamento.

A maior invencibilidade da história de um técnico santista ainda está distante, mas não é inalcançável, de Jair da Rosa Pinto, com 25 partidas sem perder em 1972.

Hoje (13), às 21h45, diante do Barcelona-EQU, em Guayaquil, pelo primeiro jogo das quartas de final da Libertadores, Levir põe à prova um time embalado pela vitória por 2 a 0 sobre o Corinthians, mas também reorganizado dentro e fora de campo.

Levir restaurou a confiança dos jogadores com sinceridade e atitudes pouco convencionais. Sem muito tempo para treinar quando chegou ao clube, em junho, para substituir Dorival Júnior, Levir tentou acertou a equipe na base de conversas. Lembrava causos da sua carreira e até mesmo contava piadas para deixar o ambiente mais leve.

Chegou a dizer ironicamente, por exemplo, que ficou decepcionado por ver a torcida santista aplaudir um argentino, o meia Emiliano Vecchio, na vitória por 3 a 0 sobre o Bahia, no Pacaembu.

“Levir é muito experiente, está há muito tempo no futebol. Não somos robôs, não se pode jogar todos os jogos. Ele muda, dá oportunidades. Era o que faltava”, disse o meia, que estava afastado do time antes da chegada do técnico.

Mesmo criticado pelo excesso de “rachões” e poucos trabalhos táticos, conseguiu cortar antigos vícios do trabalho do seu antecessor.

“Devido ao desgaste, Levir opta pela descontração com rachão. Tem dado certo. Ele percebe que o grupo se solta mais, fica mais tranquilo”, disse o zagueiro David Braz.

Apesar do estilo boa-praça, Levir não deixa de chamar a atenção dos jogadores. Com menos de um mês no cargo, fez longa reunião com os atletas para resolver problemas do elenco. Alguns de comportamento, como Lucas Lima.

Hoje, Levir não poderá contar com Copete e Gustavo Henrique, lesionados. Thiago Ribeiro e David Braz serão titulares. Também não terá Vecchio, em fase de recondicionamento físico, e Nilmar, com conjuntivite.

Palavras-chave:


Comente esta matéria


Atenção! O comentário aqui postado é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do Diário Regional. Comentários discriminatórios ( contra raça, sexualidade, cor, crença e outros) , que violem a lei, a moral e os bons costumes poderão ser denunciados pelos internautas , removidos ou não publicados pela redação.
%d blogueiros gostam disto: