Endemol reativa o Vera Cruz com produção para TV | Diário Regional

Endemol reativa o Vera Cruz com produção para TV

13/09/2017 3:56
Print Friendly, PDF & Email

Morando: “Respeito ao patrimônio histórico da cidade”. Foto: Omar Matsumoto/PMSBCConsagrado por abrigar importantes produções cinematográficas nos anos 1950, o Pavilhão Vera Cruz voltará a receber a indústria do audiovisual. O espaço será ocupado pelo primeiro centro internacional da Endemol Shine Brasil, empresa que criou os formatos televisivos “Big Brother” e “MasterChef”.

O complexo foi locado por cerca de dois meses para receber as gravações das versões de Argentina, Chile, Colômbia e Uruguai do “The Wall”, game show exibido pela emissora norte-americana NBC.

O acordo foi anunciado ontem (12), durante evento no Paço de São Bernardo que teve a participação do prefeito Orlando Morando (PSDB) e de executivos da empresa.

O anúncio do acordo ocorre pouco mais de cinco meses depois de a prefeitura reassumir o Vera Cruz e encerrar contrato de concessão com a Telem S.A., assinado em agosto de 2015 pela gestão de Luiz Marinho (PT). A Parceria Público-privada (PPP) previa a concessão por 30 anos do complexo e do Centro Áudio Visual (CAV).

Naquela oportunidade, o prefeito argumentou que a Te­lem teria descumprido o con­trato em várias oportunidades, citando atraso nos salários dos professores do CAV e cancelamento de cursos. Além disso, o contrato previa investimentos de R$ 156 milhões no Vera Cruz como contrapar­tida à concessão do espaço, mas nada saiu do papel.

A empresa não informou o valor a ser pago pela locação, que não prevê contrapartidas como as fixadas no contrato extinto com a Telem.

“Estamos muito felizes em ser a empresa responsável pela reativação, para o entretenimento, dos Estúdios Vera Cruz, local que faz parte da história da indústria audiovisual brasileira, ainda mais trazendo um formato tão grandioso como é o ‘The Wall’. O programa é um fenômeno de audiência em vários países, como Estados Unidos, Espanha, Alemanha, França e Canadá”, comentou Juliana Algañaraz, diretora geral da Endemol Shine Brasil.

Entre os motivos elencados pela empresa para a escolha do Vera Cruz figura o pé-direito alto. “Nossa produção precisava encontrar um local tão grandioso que comportasse uma estrutura de mais de 13 metros de altura que o cenário exige. Com o acordo com a prefeitura para o uso do pavilhão, conseguimos colocar o Brasil no mapa das produções internacionais do formato”, explicou João Cardia, diretor de produção da Endemol Shine Brasil.

“A formalização desse vín­culo atende as premissas que defendemos ao longo destes oito meses de gestão: respeito ao dinheiro público, ao patrimônio histórico e ao interesse da cidade. Aqui, tivemos o privilégio de ter o Estúdio Vera Cruz, famoso por impulsionar o cinema brasileiro. Cabe ao gestor público trabalhar para que tudo isso seja preservado”, destacou Morando.

Com estrutura do tamanho de um prédio de quatro andares e software de última geração, o hub de produção do The Wall a ser construído em São Bernardo será usado para as gravações de quatro versões latino-americanas do programa – a brasileira está em fase de negociação. Cerca de 150 profissionais estarão envolvidos na produção.

O Vera Cruz foi inaugurado em 1949, pelo produtor italiano Franco Zampari e pelo industrial Francisco Matarazzo Sobrinho e teve seu auge até 1954, quando a companhia realizou 22 filmes de curta, média e longa-metragem. O estúdio foi reconhecido internacionalmente com o filme “O Cangaceiro”, que foi premiado no Festival de Cannes.

Palavras-chave:


Comente esta matéria


Atenção! O comentário aqui postado é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do Diário Regional. Comentários discriminatórios ( contra raça, sexualidade, cor, crença e outros) , que violem a lei, a moral e os bons costumes poderão ser denunciados pelos internautas , removidos ou não publicados pela redação.
%d blogueiros gostam disto: