Assustador: Sul da Ásia pode se tornar inabitável até o ano de 2100 | Diário Regional

Assustador: Sul da Ásia pode se tornar inabitável até o ano de 2100

10/08/2017 6:00
Print Friendly

Apesar de tantos estudos e levantamentos apontarem que o aquecimento global é algo real — e, segundo alguns especialistas, potencialmente irreversível e catastrófico —, nem todo mundo está preocupado com as consequências da elevação das temperaturas no mundo. Contudo, as evidências apontam que ele está acontecendo sim e um estudo recente, conduzido por cientistas do MIT (Massachusetts Institute of Technology), revelou que o Sul da Ásia poderá se tornar inabitável até o final do século.

Sul da Ásia

De acordo com Chelsea Gohd, do site Futurism, a pesquisa apontou que várias regiões do Sul Asiático poderão se tornar quentes demais para a ocupação humana até o ano de 2100. Só para você ter uma noção do problema que isso representa, essa região do mundo abriga alguns dos países mais populosos do mundo, como a Índia, o Paquistão e Bangladesh, e uma população estimada em mais de 1,6 bilhão de pessoas. Se as temperaturas por lá se tornarem altas demais, para onde é que essa gente toda será transferida?

Assustador

Segundo Elfatih Eltahir, um dos pesquisadores envolvidos no estudo, as consequências do aquecimento global poderiam ser bastante graves no Sul Asiático. De acordo com as projeções feitas pelo time, essa região do mundo será cada vez mais atingida por ondas de calor que afetarão não apenas áreas isoladas — como ocorre atualmente —, senão que serão mais abrangentes e colocarão a vida de incontáveis pessoas em risco.

As ondas se tornarão mais frequentes e abrangentes

Uma das dificuldades da região é que muitas (muitas) pessoas vivem em condições de extrema pobreza — e são justamente esses indivíduos que estão mais expostos ao perigo oferecido pelas altas temperaturas.

E o problema é que o calor afetará a todos! Pense com a gente: mesmo que sejam encontradas formas de realocar os habitantes do Sul da Ásia, o aquecimento global não será um evento isolado, o que significa que outras partes do planeta também se tornarão perigosamente mais quentes. Sendo assim, o mundo inteiro terá que lidar com os efeitos catastróficos do aumento das temperaturas — portanto, é de vital importância para todos que o aquecimento seja freado.

 

 

Palavras-chave:


Comente esta matéria


Atenção! O comentário aqui postado é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do Diário Regional. Comentários discriminatórios ( contra raça, sexualidade, cor, crença e outros) , que violem a lei, a moral e os bons costumes poderão ser denunciados pelos internautas , removidos ou não publicados pela redação.
%d blogueiros gostam disto: