S.Bernardo retoma diálogo com a Saab para trazer à cidade fábrica de aeroestruturas | Diário Regional

S.Bernardo retoma diálogo com a Saab para trazer à cidade fábrica de aeroestruturas

13/07/2017 6:20
Print Friendly

Morando reiniciou tratativas com Janér sobre fábrica. Foto: Gabriel Inamine/PMSBC A Prefeitura de São Bernardo retomou nesta semana o diálogo com representantes do grupo sueco Saab, que se comprometeu a construir na cidade uma fábrica de aeroestruturas caso a empresa vencesse – como de fato ocorreu – a concorrência para o fornecimento de 36 caças à Força Aérea Brasileira (FAB).

O diretor da Saab, Bengt Janér, foi recebido pelo prefeito Orlando Morando (PSDB) na última terça-feira (11). Na opor­tunidade, o chefe do Exe­cutivo reiterou o interesse na retomada do projeto e na continuidade das tratativas sobre a definição de um local para instalação da fábrica.

“Colocamos a prefeitura à disposição naquilo que puder ser útil para ter essa indústria na cidade. Isso será de grande importância para o setor industrial e tecnológico”, afirmou o prefeito.
A expectativa é de que a definição do local para a instalação da planta ocorra até o primeiro semestre de 2018. Atualmente, uma equipe da Saab prospecta áreas com potencial para abrigar a unidade fabril.

O projeto faz parte de um acordo bilateral entre a Saab e o governo brasileiro para a venda dos caças, em um negócio estimado em US$ 5,4 bilhões. O contrato também engloba acordo de cooperação industrial, que inclui transferência de tecnologia à indústria brasileira pelos próximos dez anos.

A proposta é que a fábrica de aeroestruturas receba a produção da fuselagem dianteira e traseira, componentes das asas, portas do trem de pouso e equipamento de freios das aeronaves.

Palavras-chave:


Comente esta matéria


Atenção! O comentário aqui postado é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do Diário Regional. Comentários discriminatórios ( contra raça, sexualidade, cor, crença e outros) , que violem a lei, a moral e os bons costumes poderão ser denunciados pelos internautas , removidos ou não publicados pela redação.
%d blogueiros gostam disto: