Copa do Brasil, Esportes, Futebol

Palmeiras leva três do Cruzeiro, mas empata e segue vivo na Copa do Brasil

Dudu comemora um de seus gols no Allianz Parque. Foto: Marcello Fim/Raw Image/FolhapressEm uma partida na qual cada tempo foi dominado por uma equipe, Palmeiras e Cruzeiro empataram por 3 a 3 no Allianz Parque pelas quartas de final da Copa do Brasil. A equipe da casa saiu de campo no primeiro tempo perdendo por 3 a 0. No segundo tempo, reagiu e igualou o placar.

A partida de volta será dis­putada em 26 de julho. O Cruzeiro leva a vantagem de poder empatar sem gols ou por 1 a 1 ou 2 a 2 para avançar.
No primeiro tempo, o Cruzeiro foi dominante. Aproveitando-se dos espaços deixados por Zé Roberto na lateral esquerda, por Fabiano na direita e da lentidão de Edu Dracena, o time teve alto aproveitamento nos contra-ataques.

Aos seis minutos, o Cruzeiro pegou a defesa do Palmeiras totalmente desarrumada, com Róger Guedes e Zé Roberto sozinhos na recomposição. Diogo Barbosa cruzou na área e Thiago Neves abriu o placar.

Treze minutos depois, o Palmeiras perdeu a bola na lateral esquerda, Thiago Neves, Rafael Sóbis e Lucas Romero tabelaram, e Robinho ampliou a vantagem.
O Cruzeiro de Mano Menezes claramente aproveitava as fragilidades da equipe escalada por Cuca, que até ali mantinha o plano inicial.

O time mineiro não tardou a tirar vantagem mais uma vez dos desarranjos do Palmeiras. Thiago Neves lançou a bola nas costas de Fabiano, que não conseguiu impedir o veloz Alisson de fechar o placar do primeiro tempo em 3 a 0.

Para o segundo tempo, Cuca procurou corrigir os erros e investir na reação: colocou Egídio no lugar de Fabiano e Borja no lugar de Guerra. A estratégia passaria por cruzamentos e pela presença em massa na área adversária.

Aos seis minutos, Borja passou para Dudu, que ajeitou para Zé Roberto chutar a bola em cima da zaga. Dudu pegou a sobra e fez o primeiro. Aos 15 minutos, Egídio cruzou duas vezes, e Borja ajeitou de cabeça para Dudu fazer o segundo seu no jogo.

A estratégia de Cuca de jogar a bola na área para a disputa dos atacantes dava certo, e levaria o time ao empate.

Quatro minutos depois, mais uma vez após disputa pelo alto na área, a bola sobrou para Willian, que bateu sem deixar a bola tocar no gramado. O goleiro Fábio foi traído por desvio da bola e viu a equipe sofrer o empate.

O Palmeiras volta a campo no sábado, para enfrentar o Grêmio no Pacaembu, pelo Brasileirão.

 

PALMEIRAS 3 x 3 CRUZEIRO

Gols: Thiago Neves, aos 6; Robinho, aos 19; e Alisson, aos 30 do 1º tempo. Dudu, aos 6 e aos 16, e Willian, aos 20 da 2ª etapa. Ár­bi­tro: Jaílson Macedo Freitas (BA). Estádio: Allianz Parque, em São Pau­lo, ontem à noite.

PALMEIRAS

Prass; Fabiano (Egídio), Mina, Edu Dracena, Zé Roberto; Thiago Santos, Tchê Tchê, Guerra (Borja); Roger Guedes (Keno), Willian, Dudu.  Técnico: Cuca.

CRUZEIRO

Fábio; Ezequiel, Léo, Caicedo e Diogo Barbosa; Ariel Cabral (Henrique), Lucas Romero (Hudson), Robinho (Ábila) e Thiago Neves; Alisson e Sóbis. Técnico: Mano Menezes.

 

Grêmio goleia o Atlético-PR e fica perto de classificação

O atual campeão da Copa do Brasil está mais perto da semifinal. Ontem (28), o Grêmio aplicou 4 a 0 sobre o Atlético-PR, em Porto Alegre, na partida de ida do confronto. Lucas Barrios (duas vezes), Kannemann e Everton marcaram em uma atuação quase irretocável do time gaúcho.

Com a vitória, o Grêmio, vai para o jogo de volta com extrema tranquilidade. No dia 27 de julho, na Arena da Baixada, em Curitiba, a equipe dirigida por Renato Gaúcho poderá perder até por três gols de diferença.

A vitória serviu para apagar a má impressão deixada na derrota para o Corinthians por 1 a 0, no domingo, pelo Brasileiro.

Deixe uma resposta