Esportes, Futebol

Bravo defende três pênaltis de portugueses e põe Chile na final da Copa das Confederações

Bravo defende cobrança portuguesa em Kazan. Foto: Reprodução/FacebookClaudio Bravo se tornou o grande herói do Chile ontem (29), em Kazan, na Rússia. O goleiro defendeu as três cobranças portuguesas na disputa de pênaltis após empate por 0 a 0 no tempo normal e na prorrogação.

Nas penalidades, os chilenos venceram por 3 a 0. O goleiro do Manchester City pegou as cobranças de Ricardo Quaresma, João Moutinho e Nani. Vidal, Aránguiz e Sanchez converteram para a seleção sul-americana.

O resultado garante o Chi­le na decisão da Copa das Confederações logo em sua primeira participação. A decisão ocorre no domingo (2) contra o vencedor do jogo entre Alemanha e México, que se enfrentam hoje, em São Petersburgo. Portugal terá de se contentar com a disputa do terceiro lugar, também no domingo, em Moscou.

Bravo foi eleito o melhor atleta em campo apenas em sua segunda partida no torneio. O goleiro ficou fora dos dois primeiros jogos porque ainda se recuperava de lesão na panturrilha da perna esquerda, sofrida no final da temporada inglesa. Até então, estava sendo substituído por Johnny Herrera.

Dispensado

Cristiano Ronaldo não es­tará com a seleção de Portugal na disputa do terceiro lugar da Copa das Confederações, no domingo. O jogador se despediu dos companheiros logo após a eliminação para o Chile.

Cristiano foi liberado pelo técnico Fernando Santos e pela Federação Portuguesa de Futebol para conhecer seus filhos gêmeos recém-nascidos.

Ronaldo deixa a competição com dois gols marcados. Com problemas com o Fisco espanhol e com a possibilidade de deixar o Real Madrid, o jogador não deu entrevistas na Rússia. Respondeu apenas perguntas protocolares da Fifa após ser eleito o melhor em campo nos três jogos de Portugal na primeira fase.

Deixe uma resposta