Economia, Notícias

Unidade da Braskem em Santo André comemora 45 anos de operação

Unidade transforma matérias-primas com origem no petróleo, como a nafta, em produtos químicos básicos. Foto: ArquivoUma das principais empresas do Polo Petroquímico do ABC completa, este mês, 45 anos de atividades: a Unidade de Insumos Bási­cos (Unib 3), controlada pe­la Braskem. Nascida Petroquímica União, foi pioneira no desenvolvimento do setor ao fundar o primeiro complexo petroquímico do país, em Santo André e Mauá, em 1972.

“Tivemos de aprender muito, e o aprendizado adquirido norteou o desenvolvimento dos demais polos do país. Também foi determinante para o crescimento socioeconômico do ABC”, disse Maurício Moreira, um dos funcionários com mais tempo de ca­sa – foi contratado em 1975.

A unidade é responsável pela transformação de matérias-primas com origem no petróleo, como a nafta, em produtos químicos básicos – eteno, propeno, butadieno, resinas hidrocarbônicas, entre outros – que, depois, são transformados em insumos usados na construção civil, na indústria automotiva, em produtos têxteis, de higiene e cosméticos, entre outros.

Essa história começou em 1954, com a criação da Refinaria e Exploração de Petróleo União S.A., mais tarde in­corporada à Petrobras. Em 1964, um dos seus principais acionistas, Alberto Soares Sampaio, propôs a instalação de central petroquímica em terreno próximo à refinaria. Começava assim, em 1969, a construção da PQU, inaugurada em 1972, o que deu início às atividades do polo.

Em 2008, PQU, Unipar, Polietilenos União, Rio Polímeros e Suzano Petroquímica se fundiram e criaram a Quattor, que acabou adquirida pela Braskem dois anos depois.

No primeiro trimestre, o uso da capacidade da Unib 3 ficou acima de 95%, o que ajudou a Braskem a atingir produção total de 2,2 milhões de toneladas de petroquí­mi­cos básicos no Brasil.

Deixe uma resposta