Esportes, Futebol, Libertadores

Logística e torcida preocupam Palmeiras nas oitavas de final da Libertadores

Torcida costuma lotar o Monumental de Guayaquil. Foto: Reprodução/FacebookO Palmeiras já se preocupa com a logística para seu confronto nas oitavas de final da Copa Libertadores. O sorteio colocou a equipe brasileira para enfrentar o Barcelona de Guayaquil, do Equador, e o caminho até o país promete ser trabalhoso.

Genaro Marino, primeiro vice-presidente e representante alviverde na Confederação Sul-americana de Futebol (Conmebol), conversou e até pegou dicas com a diretoria do Botafogo. A equipe carioca enfrentou os equatorianos na primeira fase e teve dificuldades: perdeu por 2 a 0 no Engenhão e empatou por 1 a 1 atuando fora.

O principal obstáculo lo­gístico é que não há voos diretos para Guayaquil. Há opções de fazer escalas dentro da Colômbia e até mesmo no Panamá. “A logística vai afetar um pouco (o planejamento). Até por isso, pegamos algumas dicas com o Botafogo, que já jogou por lá”, analisou Genaro, em entrevista logo após o sorteio.

O Barcelona despontou como candidato ao melhor da primeira fase da Libertadores, com dez pontos ganhos nos 12 primeiros disputados, mas duas derrotas nas rodadas finais colocaram a equipe na segunda colocação do Grupo 1, atrás do Botafogo apenas no saldo de gols.

No Campeonato Equatoriano, a equipe está na quarta colocação, a sete pontos do líder, mas com dois jogos a menos. Mesmo tendo entrado menos em campo, a equipe tem o melhor ataque do campeonato, com 27 gols.

O Palmeiras diz saber do ótimo momento que o rival vive. Das últimas dez partidas, o Barcelona perdeu apenas duas e empatou uma. “A gente sabe que o Barcelona vive um bom momento. Tem um grande estádio, mas o confronto pode favorecer o Palmeiras, porque temos um elenco técnico”, completou o vice-presidente alviverde.

A equipe equatoriana ain­da conta com nomes conhecidos dos brasileiros, como Ariel Nahuelpán, que atuou no Internacional, e Gabriel Marques, zagueiro que jogou no Atlético-PR. O artilheiro da equipe é Jonatan Álvez, uruguaio que tem 12 gols em 20 jogos.

Torcida

Além do bom momento da equipe, o Palmeiras sabe da força da torcida no estádio Monumental Isidro Romero Carbo, que tem capacidade para quase 60 mil pessoas. A torcida é uma das principais armas da equipe.

“Tem grande influência o fator torcida. É uma equipe difícil. (Poderíamos) pegar o Nacional-URU, o Atlético-PR. Qualquer time que fosse enfrentar é difícil. Temos de estar preparados”, analisou o técnico Cuca, durante entrevista coletiva.

 

Alviverde formaliza contratação do volante Bruno Henrique, ex-Corinthians, por R$ 11 milhões

O Palmeiras anunciou ontem (15) a contratação de Bruno Henrique. O volante, ex-Corinthians, chega ao alviverde com contrato até 2020.

“Estou muito feliz e motivado por poder jogar pelo Palmeiras. Tenho recebido bastante carinho da torcida nas minhas redes sociais e isso me anima ainda mais. Trabalharei com muita seriedade para ajudar o clube a conquistar os objetivos neste ano e nas próximas temporadas”, disse o jogador, que pertencia ao Palermo, da Itália.

Apesar de o Palmeiras ter anunciado o acerto apenas ontem, o técnico Cuca já havia falado sobre o jogador depois da derrota para o Santos, na última quarta-feira, na Vila Belmiro.

“É um grande jogador, reúne pegada e marcação com a saída de bola de qualidade. Vai nos fortalecer bastante. Estava jogando até pouco tempo atrás e na segunda ou terça-feira chegará. Está em boa condição para estrear, quem sabe, no dia 5”, afirmou o técnico.

Para contar com o futebol do jogador que passou pelo Corinthians, o Palmeiras terá de pagar € 3 milhões (R$ 11 milhões). O volante também havia anunciado o acerto em sua página nas redes sociais na última quarta-feira.

 

Deixe seu comentario

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*