Brasileirão, Esportes, Futebol

Corinthians quebra recorde, mas possíveis saídas do elenco preocupam

Carille tem destacado a necessidade de buscar reforços para antecipar eventuais saídas. Foto: Daniel Augusto Jr./Agência CorinthiansCom a vitória do Corinthians sobre o Cruzeiro, na quarta-feira (14), o torcedor presenciou a melhor sequên­cia inicial de uma equipe na história do Brasileiro no atual formato – 19 pontos, depois das sete primeiras rodadas, a melhor marca desde 2003. Mais três pontos foram somados, agora graças a um gol de Balbuena. Porém, o olhar do clube, cada vez mais, passa a ser outro.

A consolidação da equipe reformulada no começo da temporada, com destaques cla­ros, jovens em ascensão e banco de reservas que se mostrou firme, deixa o Corinthians com o foco na manutenção de seu elenco.

Jogadores como Fagner, Arana, Balbuena, Pablo, Rodriguinho e Maycon estão entre aqueles que chamam a atenção do mercado no momento, o que faz Fábio Carille já admitir que alguma perda pode ser inevitável.

“A janela preocupa todos. A diretoria vai trabalhar muito para não sair ninguém agora e definir a situação do Pablo. Sei que é difícil, mas a diretoria trabalha bastante. Se perder um ou dois, a gente consegue sustentar. Se perder cinco ou seis fica complicado”, comentou o treinador, depois de vencer o Cruzeiro.

Apesar de ter um elenco com três jogadores para quase todas as posições, Carille tem mencionado a importância de buscar mais jogadores no mercado por um motivo simples: adquirir reforços pa­ra antecipar possíveis saídas. Assim, não será surpresa se um meio-campista ou um za­gueiro, por exemplo, for adquirido nos próximos dias.

Uma maneira de fazer caixa e não prejudicar o trabalho de Carille diretamente é vender reservas ou jogadores emprestados. Nos últimos dias, o Corinthians viveu a expectativa de negociar Léo Jabá para o Lokomotiv-RUS por R$ 11 milhões, o que não se concretizou. Outro que convive com rumores de saída é o atacante Lucca, goleador da Ponte Preta e que pertence ao alvinegro.

O Corinthians contabiliza 20 jogos invicto e 18 em que jamais esteve atrás do placar. Além disso, de 33 partidas na temporada, não sofreu gols em 17. Porém, um número mantém Carille com os pés no chão: dos 15 líderes em sete rodadas, só dois se sagraram campeões no final – Cruzeiro de 2014 e Corinthians de 2015.

 

Clube lamenta viagem a Tunja, na Colômbia, para jogo pela Copa Sul-Americana

O Corinthians não gostou do sorteio que colocou o colombiano Patriotas, de Tunja, em seu caminho na segunda fase da Copa Sul-Americana. Ao contrário do mentor Tite, que preferia evitar rivais brasileiros em competições internacionais, Fábio Carille gosta­ria de enfrentar um time conter­râneo para evitar viagens lon­gas em meio ao Brasileirão.

“Vamos fazer nossos profissionais (da análise de desempenho) viajarem para assistir a um jogo (do Patriotas). Estava torcendo para ser uma equipe do Brasil, de coração, mas é isso, a preparação tem de ser igual. Temos todas as ferramentas para saber sobre o adversário”, disse o técnico.

Como não há voos diretos para Tunja, a delegação terá de desembarcar em Bogotá, Capital da Colômbia, e percorrer 130 km de ônibus. Também há o problema da altitude: são 2.822 m acima do nível do mar, o que causa dificuldades, sobretudo, com a velocidade da bola.

 

Deixe seu comentario

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*