Esportes, Outros Esportes

Nova geração brilha no primeiro dia do Troféu Brasil Caixa de Atletismo

Paulo André (dir.) comemorou a vitória e o recorde sul-americano sub-20 dos 100m. Foto: Wagner Carmo/CBAtA nova geração do atletismo brasileiro brilhou no primeiro dia de competições do 36º Troféu Brasil, que ocorre até amanhã (11) na Arena Caixa, em São Bernardo. A garotada levou a melhor não só na prova mais curta (100m), como também na mais longa (10.000m).

Nos 100m feminino, Rosangela Santos (Pinheiros) e Vitória Rosa (B3 Atletismo) alcançaram os índices para o Campeonato Mundial de Londres, em agosto. Nos 100m masculino, Paulo André Camilo de Oliveira quebrou o recorde sul-americano sub-20 ao vencer com 10s18, melhorando sua liderança no ranking brasileiro absoluto de 2017.

Rosângela, integrante da equipe medalha de bronze na Olimpíada de Pequim-2008, foi a campeã com 11s20, seguida de Vitória, com 11s24 – o índice exigido pela IAAF é 11s26. “Estou muito contente e espero melhorar o tempo nas próximas semanas na Europa”, disse Rosangela.

Vitória, que já tinha o índice nos 200m, comemorou o resultado nos 100m. “Os 200m são minha prova preferida, mas meus resultados mostram minha evolução. Acho que posso correr ainda mais rápido as duas provas”, afirmou a atleta de 21 anos.

No masculino, Paulo André – que completou a corrida puxando uma perna – esqueceu do susto para comemorar a vitória, o recorde sul-americano sub-20 e a liderança do ranking adulto, aos 18 anos. O vencedor deixou a pista para abraçar o pai, Carlos Camilo, antigo velocista e seu técnico.

“Foi um susto. Minha perna prendeu e, não fosse isso, poderia ter sido mais rápido”, revelou Paulo André – que, na semifinal, já havia igualado o recorde sul-americano de Vitor Hugo dos Santos (10s22).

Seus planos, depois de correr os 200m e o 4x100m pelo Pinheiros no Troféu Brasil, são disputar o Sul-Americano Adulto de Assunção e o Pan-Americano Sub-20 do Peru pela seleção brasileira.

Na última prova do dia, os 10.000m, Daniel Ferreira do Nascimento venceu pela primeira vez entre os adultos. Campeão sul-americano sub-18 no domingo, na Guiana, ele tem só 18 anos. A marca de 29min13s34 é o novo recorde sul-americano juvenil.

Martelo

Wagner Domingos, o Mon­tanha, conquistou nova medalha de ouro no lançamento do martelo. O atleta da B3 Atletismo venceu com 73,82m. “Esperava um resultado bem melhor, mas infelizmente não saiu”, lamentou o pernam­bucano, que foi finalista olím­pico na Rio-2016. “Preciso acer­tar alguns detalhes e melhorar a marca no Sul-Americano do Paraguai”, completou.

No feminino, Mariana Marcelino realizou o que havia planejado: logo no primeiro lançamento alcançou 67,02m e estabeleceu novo recorde brasileiro. O recorde anterior era dela – em 6 de maio, na Croácia (66,64m).

Deixe uma resposta